14 setembro 2018

As Fakes News e os seguidores de Bolsonaro nas redes sociais.

Não sei se você que está lendo essas linhas já identificou alguma cena como esta, abaixo.

Saiu pesquisa do IBOPE que deu o candidato Bolsonaro com 22% das intenções de votos à frente dos demais candidatos, tendo a mesma pesquisa excluído o ex-candidato Lula.

Todas as redes sociais que se possa imaginar ficam estampadas com esse resultado, em que os seguidores de Bolsonaro, estufam o peito e dizem: ele vai ganhar, as pesquisas não negam!.

Daí então, na mesma pesquisa em que ele aparece com 22% há um resultado não agradável para o candidato do PSL. Os números dão uma rejeição de 44%. Ou seja, na mesma pesquisa o resultado negativo tá o dobro do resultado positivo.

Alguém então, enxergando essa diferença de resultado divulga que o candidato do PSL tem 44% de rejeição, e aponta para a mesma pesquisa. Rapidamente os seguidores de Bolsonaro começam á dizer que tal publicação é Fake News e passam à acusar que é resultado manipulado ou dizer que quem publicou aquelas informações é gente mentirosa, esquerdopata, etc...

Daí então, aparece uma outra pesquisa, que embora mostre um resultado de 26% à frente dos demais, mostra também, já num quadro definitivo sem o nome do ex-presidente Lula, um resultado com a marca de 41% de rejeição nacional do candidato armamentista. Isso, mesmo depois de ele ter sofrido uma atentado contra sua vida.

Ao ser publicado mais um alto resultado de rejeição, mais uma vez, os seguidores de Bolsonaro dizem que aquela material é manipulado ou Fake News.

Não por acaso, todas as informações contra Bolsonaro, por mais prova que se tenha, é ou deve ser considerada Fake News, segundo seus seguidores.

Até quando Bolsonaro abre a boca dele com imagens em vídeos dizendo por exemplo que a arma que ele tem em mãos é pra metralhar petralhas, ou quando ele diz que deu uma fraquejada e nasceu uma menina, ou que usava o dinheiro público para comer gente, (sem citar que tipo de gente era, se homem ou mulher), ainda assim, quando se divulga tais informes apontando para o candidato, segundo os seus seguidores, tudo não passa de falsas informações com o fim de desacreditar o "mito".

Tudo o que for contra Bolsonaro, mesmo com provas ou dito por ele, é Fake News, dizem seus seguidores.

Nesta semana saíram essas pesquisas que citei dos resultados acima, mas, saiu também uma outra pesquisa, encomendada pela CUT, do instituto Vox Populi. Após a divulgação nas devidas redes sociais em que aponta o candidato do PT, Fernando Haddad, à frente com 22% enquanto Bolsonaro patina com resultado de 18%, tal informação não seria verdade segundo os seguidores do capitão expulso do exército, que voltam á acusar de Fake News, manipulação e até montagem tal pesquisa.

Tudo o que tiver uma "pontinha de esperança" com o nome de Bolsonaro, é cem por cento verdade mesmo naqueles casos em que foram espalhadas fotos com montagens grosseiras, no caso do agressor Adélio, ou na cirurgia do candidato, cuja foto é datada de mais de um ano e quatro meses, e já estavam espalhadas em outras redes sociais.

Está se vendo casos perigosos de pessoas que exibem publicamente sua cegueira e paixão sem limites por um candidato que as tem levado às raias da loucura, preparando-se algumas, ou preparadas outras, para cometerem quaisquer atos em nome de seu novo Messias, que não tem nada à ver com o Cristo, que dizemos amar. E isso é muito perigoso!