12 setembro 2018

Bolsonaro e o filho em esquema de corrupção e recebimento de propina.

Ao todo foram 300 mil reais de propina ligando a JBS com os Bolsonaros
100 mil reais da JBS para Bolsonaro filho
200 mil reais da JBS para Bolsonaro pai

Lavagem de dinheiro é ou não é corrupção? A mesma ação sendo executada por outros políticos é tida como desonesta e corrupta. Mas por que com Jair Messias Bolsonaro não é corrupção?

Repasse em dinheiro para campanha de Lula (o mais criticado pelos fãs do Deputado Federal) é propina, mas com Bolsonaro, dinheiro vindo no mesmo esquema pela mesma empresa, é doação. Como assim?

Lavagem de dinheiro é ou não é corrupção? Só o Lula é chamado de ladrão, corrupto ou desonesto pelos seguidores do candidato do PSL.

A JBS fez repasses muito semelhantes do que aconteceu com Bolsonaro e o filho dele, Eduardo Bolsonaro para diversos políticos e partidos. Mas pela lógica dos seguidores do Jair Messias outros são e podem ser chamados de corruptos, mas o filho e o pai, que receberam sob o mesmo esquema que os demais são o quê nesse caso aqui?

Jair Bolsonaro recebeu dinheiro da JBS e diz que entregou para o partido, quando devia devolver para a JBS, já que ele disse que não aceitaria aquele "dinheiro sujo". O mesmo partido pegou esse mesmo dinheiro e lhe devolveu os mesmos 200 mil reais da propina recebida, que ele usou em sua campanha. O Messias disse ainda que seu filho recebeu 100 mil reais da mesma empresa sob o mesmo esquema, mas não fala se o filho devolveu o dinheiro para a JBS ou para o partido. Sinal de que o filho dele e aprendiz, ficou caladinho com a propina no bolso.

Ora, se o pai seria uma pessoa honesta, por que não repreendeu o filho e não o fez devolver o dinheiro, que seria o mais honesto à se fazer? Antes, parece ter fechado os olhos para o ato corrupto do filho.

Ora, onde estaria aqui a honestidade de Bolsonaro, se ele acabou usando propina, da empresa que beneficiou sob o mesmo esquema outros políticos e partidos, igualmente corruptos? Mas, e o filho de Bolsonaro (aprendiz de corrupto) tendo como mestre o pai, que também recebeu dinheiro da JBS e não devolveu. Logo, isso nos prova que Bolsonaro não é honesto, nem ele e nem o filho e sim, que é mais um corrupto dizendo que não é, mas que é acreditado como honesto por seus seguidores que só vêem corrupção nos demais políticos, menos no "capitão". Como provar que o dinheiro enviado pela JBS para a campanha do Bolsonaro e do filho, Eduardo Bolsonaro, não é dinheiro sujo, ou não seria uma descarada lavagem de dinheiro? No vídeo abaixo, Bolsonaro, sendo interpelado pelo Jornalista e Professor Antonio Villa, o "capitão" afirma que todos os partidos recebem propina, o que por sinal é visto como um ato corrupto. Mas, nesse caso, será que mesmo recebendo tais verbas, ele seria honesto e só os outros são corruptos? Bolsonaro e o filho dele teriam ou não participado do mesmo esquema de corrupção que os outros partidos e políticos receberam, por empresas que alimentavam com propina, a corrupção tão escandalosamente existente em nosso país?
Qual a moral dele e de seu filho, se não há diferença alguma de ação dos demais, que são acusados de serem corruptos?