31 julho 2018

LULA e MARÍLIA, será LÁ E LÔ, em Pernambuco?


Desde o ano passado que a politica em nosso estado tá meio melada. E digo isso, sem medo de falar, já que não tenho pacto com nenhum dos lados políticos. Sou livre para expressar o que penso, da maneira que quero, bem como, estou mais livre ainda para dizer que voto ou não voto em candidato Y ou X. Na condição de blogueiro livre, tenho esse diferencial. E isso, sinceramente, me deixa feliz!

No campo nacional temos todos os possíveis entraves para que Luiz Inácio Lula da Silva, o eterno presidente do Brasil e principal imagem do PT não concorra ás eleições deste ano. Na condição de preso político, embora apareçam alguns para dizer que ele está em cela por ser corrupto, mesmo sem as provas, que dia à dia, está na cara que não existem, há os que acreditam que o pernambucano de nove dedos seja inocente das acusações que lhes são impetradas.

O Juiz de Curitiba, Sergio Moro, ao que está ele mesmo nos mostrando, é apenas uma das peças de impedimento para que a justiça social aconteça em nosso país, como estava acontecendo. Mas isso é outra história que possivelmente poderemos voltar à falar em outros tempos.

Porém se você me perguntar se acredito nas sentenças de Moro, a resposta não se farão esperar. basta dar uma consultada em minhas outras publicações, ou nas redes sociais que participo para tirar conclusões óbvias.

Infelizmente, dentro do Partido dos Trabalhadores, em todos os estados, encontram-se pessoas que pensam politicamente correto, e outros que agem como verdadeiros ratos de esgotos. Mas, isso não é fruto novo e nem de exclusividade do PT. Muito pelo contrário. Há ratos podres em todos os partidos. Talvez até, muito mais podres dos que são encontrados no meio petista. Embora, os apoiadores de outras siglas não aceitem ou não queiram ver que seus preteridos e preferidos são politiqueiros tão sujos, quanto os que são apontados.

Os pernambucanos estão vivendo dias de indecisões que enoja qualquer pessoa sã. Enquanto alguns querem que o Partido dos Trabalhadores tenha candidatura própria, outros há que querem uma infame aliança com a pior sigla, criminosa, política do estado.

Humberto Costa, é um daqueles homens, pensando apenas no próprio bolso, que está em busca de uma aliança, usando todos os meios para que o PT abrace o PSB. Seu ideal é único: tentar se sustentar no senado, esticando por mais tempo o tal do foro privilegiado. E para tal, ele tem tentado de tudo para que Marília Arraes, neta de Miguel Arraes e prima de Eduardo Campos, não seja a candidata natural dos pernambucanos.

Todas as pesquisas, no entanto, apontam para o crescimento de Marília Arraes, nas intenções de votos dos pernambucanos. Mas, há um infeliz empecilho. O PT poderá unir-se nacionalmente com o PSB. Por mais lógico que tudo pareça ser, eu vejo apenas com uma frescura política que entrava nossa possibilidade de apresentar uma diferença política em nosso estado.

O Brasil tá atravessando uma das piores e mais longas crises políticas jamais vistas em todos os anos de nossa federação. Graças à certas "lideranças" da velha guarda petista, a vergonha poderá se estender por mais tempo ainda.

A candidatura de Lula para presidência da república é a confirmação de que o brasileiro ainda acredita que podemos melhorar. A possibilidade de Marília Arraes vir à ser a primeira mulher à estar à frente do governo do estado é, igualmente, um dos marcos esperançosos que tem movido milhares nesse sonho.

Infelizmente, de um lado, temos um judiciário corrupto que tem encontrado brechas na lei para uma prisão política que tem envergonhado nosso país, internacionalmente; e do lado de cá, em Pernambuco, petistas covardes, salafrários, tem usado de brechas em caminhos vergonhosos, para tentar uma chapa que coloca, ainda mais uma vez, a sigla petista, na retaguarda do progresso e das possibilidades.

Até quando e até onde isso vai dar? não sabemos! Mas, se bobear e as possibilidades se fizerem poderemos ter um LÁ E LÔ, do partido dos trabalhadores, com Lula presidente do Brasil e Marília, governadora de Pernambuco.