16 julho 2018

Barreiros começará à melhorar quando o barreirense repensar o voto dando credibilidade à quem é povo do povo e punindo os aproveitadores que estão há anos roubando dos cofres públicos

(Vista da Igreja da Matriz de São Miguél
Imagem de Ed Soares - Arquivo pessoal - Ano 2016)

Desde que a cidade de Barreiros ascendeu à categoria de município que as "famílias" de comerciantes, pequenos fazendeiros e donos de terras passaram à gerenciar as contas da prefeitura. Baseados na suposta ideia de cuidar do bem público, o que a nossa história tem conhecimento de verdade é que os que se firmaram à frente do poder de vereança ou executivo foi a posse desenfreada dos bens de nossa terra e nossa gente, em nome daqueles que lesaram o que é nosso sob a desculpa de que "estão representando nosso povo e nossa gente".

Assim, vamos observando que terras nossas, ou seja, de nosso município, magicamente, tem sido dividida aos senhores e senhoras que, de posse do poder e da caneta, dividem aquele Engenho ou aquele lote de terreno à bel prazer, às vistas do povo, que nada sabe o que está se passando.

De tempos em tempos quando aparece alguém para mostrar a realidade à nossa volta, esse que resolve provar por A + B que os que se dizem "homens e mulheres de bem" estão se apropriando do bem do povo. Aquele ou aquela que resolve esclarecer ao povo o que estão fazendo com o povo é visto pela falsa elite barreirense como um "fofoqueiro", "arruaceiro", "inimigo público número um", "um metido à besta invejoso", e tudo o mais que é espalhado, com o fim de diminuir quem assim se posiciona. O pior é que as mentiras que eles e elas jogam na condição de verdadeiros futriqueiros, são acreditadas por outros que, não acostumados à ter direitos e nem conhecimento, deixa-se ou deixam-se levar facilmente.

Isso, quando não conseguem tirar a vida de quem resolve denunciar os crimes que estão sendo cometidos debaixo dos narizes dos barreirenses, que na grande maioria calados, deixam passar a oportunidade de libertarem-se das mazelas que os criminosos de colarinho lhes impõem, esses anos todos.

(Bairro dos Lotes, imagem de Ed Soares, arquivo pessoal, ano de 2016.)

Mas, isso é uma outra história, que quem sabe um dia conte em linhas mais extensas, colocando nas mãos daqueles que gostam de uma literatura de seu povo e de sua gente. Sonhos para um amanhã bem próximo.

Barreiros, nesses anos todos, desde sua fundação está devendo cem anos de progresso à si mesmo. Nossa cidade, nossa terra e nossa gente, há mais de uma centena de anos que clama por transformação, melhoria. E tudo indica que se não regredimos, ao menos estacionamos no tempo, paralisando nossa marcha para o futuro.

Nosso município que devia estar caminhando de igual pra igual com cidades de grande porte, embora tenha uma estatura mediana, está aquém do progresso, vivendo diariamente num verdadeiro mar de insucesso, graças a forma de governo adotada que tem paralisado as formas de um bom comercio, impedindo assim, sem avanço e progresso.

Nossa cidade que já teve uma indústria de açúcar e engenhos canavieiros hoje vive à base do pequeno comércio, que tem diminuído e uma prefeitura encharcada de gente, com quase cinquenta por cento de funcionário fantasma á custa de impostos e arrecadações que tem sumido, à mais das vezes, por conta da escalonada corrupção que ano a ano tem tomado as contas dos cofres públicos com o conhecimento de todos e consentimento de outros.

Será que haverá um desses tempos próximos em que o cidadão, que precisa de emprego, de saúde, de segurança de educação para si e para seus filhos parará de votar nas famílias dos aproveitadores que estão há anos lesando nosso município e votará em homens ou mulheres comprometidos com o bem coletivo, de fato?

Nesses pouco mais de 150 de existência, nossa cidade, Barreiros, tem sido governada por fulano, da família de fulano ou de beltrano, ou então por comerciantes expertos que tem investido milhões na política, comprando votos em anos de eleição sem nunca serem punidos por tais atos corruptos. O que é feito de nosso município? Progredimos? O que aconteceu de bom que teria ou tem dado reviravolta em nossa condição de vida? 

Será que tem valido à pena votar num João Baleia ou em quem esse indicar, que já lesou nosso erário público, não apenas uma, mas 12 vezes? Ou num Carlinhos da Pedreira que aproveitou-se de nossos cofres públicos, não apenas ele, mas também seus familiares, como verdadeiros cabides de emprego familiar, e que depois de todo usufruto sua mãe, quando este perdeu as eleições em 2016 teve a audácia de dizer que a Prefeitura de Barreiros não passa de um ninho de cobras, dando à entender que seus filhos ela e suas familias eram as cobras do mesmo ninho?

Em nossa cidade há aproveitadores, mentirosos da pior especies e políticos corruptos de ínfima qualidade instalados os cargos públicos direta ou indiretamente. Parece até que não há uma saída para nosso município.

Temos 13 vereadores e pouco ou quase nada vemos de ações destes em se falando de seus verdadeiros papeis como fiscalizadores. Uma boa parte dos que compõem a vereança são compradores de cargo, que chegaram á garantir suas vagas, graças às altas somas investidas em ano eleitoreiro. Nenhum deles tem compromisso com o bem coletivo, já que conquistaram á altas somas, seus lugares.

Os executivos que subiram ao cargo de prefeitos, não encontramos ainda um que tenha chegado lá sem que tenha feito altos investimentos, acordos caros, e demais outros crimes, garantindo à peso de ouro sua estadia por quatro ou oito anos.

Tais investimentos são depois, tirados em altas e valorosas somas em crime de projetos nunca iniciados e as vezes não terminados, cujas verbas, sempre saem dos cofres públicos, mas como não há fiscalização, toda grana desce na "lava-jato" das famílias no poder.

Nossa cidade só terá condições de dar uma melhorada quando homens e mulheres de coragem queiram mudar essa triste realidade, denunciando aonde corrupção há, prendendo os corruptos e corruptores, pessoas de bem, honradas, votando em pessoas de bem e igualmente honradas, comprometidas com o bem coletivo, sem mescla, fichas limpas.

Enquanto encontrar um cidadão ou grupo de cidadãos repetirem que: "é melhor fulano, que rouba, mas faz!" nosso sonho de empresas vindo instalar-se aqui para garantir emprego à nossa população, ou faculdade para educação de nossos filhos, serão sonhos nunca realizáveis.