16 março 2020

Ex-prefeito Barbosa (PSD) é acusado de não prestar contas de seus ex-candidatos á vereadores nas eleições do ano de 2016, em São José da Coroa Grande.

O ex-prefeito Barbosa teria deixado de prestar contas das eleições do ano de 2016, podendo prejudicar alguns pré-candidatos para as eleições de 2020.
A prestação de contas de campanha é exigida de todos os candidatos que participaram do pleito eleitoral, ainda que tenham renunciado ao longo do período, devendo ser apresentada até 30 dias após a realização das eleições, conforme dispõe a Lei Federal nº 9.504/1997.
A finalidade principal da prestação de contas é verificar a regularidade na arrecadação e aplicação dos recursos de campanha feitas ao longo do período eleitoral, com o intuito de preservar a transparência das transações financeiras dos candidatos e, por consequência, impedir a ocorrência do caixa dois.
No que diz respeito à análise das prestações de contas, a Justiça Eleitoral pode decidir pela aprovação, pela aprovação com ressalvas, pela desaprovação ou pela não prestação. (saiba mais aqui)
Segundo denuncias que estão sendo apresentadas à partir das redes sociais da cidade de São José da Coroa Grande o atual pré-candidato à Prefeito e ex-prefeito José Barbosa de Andrade, juntamente com sua equipe não teria finalizado ou concluído as contas dos candidatos de sua base política das eleições do ano de 2016. Por conta deste "detalhe" alguns dos pré-candidatos que pretendiam candidatarem-se neste ano de 2020, estariam impedidos de concorrer por conta da não prestação de contas da coligação O Progresso Está de Volta.
Um dos candidatos prejudicados foi um dos principais militantes de Barbosa nas eleições de 2016, teria sido o conhecido João Martiniano da Silva, mais conhecido como João da Poiva que em áudio disse que ficaram muitos candidatos, depois das eleições de 2016... passou 30 dias para resolver seu lado. Ele afirma em áudio que muitos candidatos ficaram prejudicados pela não prestação de contas do grupo político do ex-prefeito coroense.
- "Lembrando que ficaram muitos candidatos depois da eleição de 2016, principalmente aqueles candidatos que participaram, que concorreram as eleições com o ex-prefeito Barbosa. Inclusive eu, pra fazer a minha prestação de contas, eu passei 30 dias atrás, correndo atrás... e foi muita confusão pra fazer a prestação de contas... e inclusive o próprio Barbosa não fez a prestação de contas do partido" Disse o João da Poiva, numa de suas publicações em áudio no seu grupo Pé da Mandacaru, no Whatsapp. (confiram o áudio abaixo).

Já um outro cidadão que também foi candidato à vereador na mesma composição politica em São José da Coroa Grande na ultima eleição municipal, o Comissário de Polícia Humberto Pereira Neves diz que também foi prejudicado com a não prestação de contas por parte da coligação de José Barbosa de Andrade.

"Essa menção de áudio é a pura verdade, inclusive eu Comissário Humberto, vários outros também, ele (Barbosa) com sua coordenação foram inescrupulosos, agiram sem o menor princípio, abaixo da crítica ao extremo, pois, foi acordado entre todos os candidatos, Barbosa e a coordenação que eles apresentariam as contas de todos candidatos, eu por exemplo em pelo menos duas oportunidades durante as reuniões me reportei nesse sentido e sempre afirmavam que nenhum candidato se preocupasse que o compromisso assumido por eles seria cumprido. Não bastasse o prejuízo que tive durante a campanha, pois, inaugurei meu comitê com o número escolhido por mim e acordado entre as partes e eles enviaram outro número para a Justiça Eleitoral, resultado: Perdi todo material que havia mando produzir que totalizou em R$ 3.950,00 (Três mil, novecentos e cinquenta reais), perdi vinte e um dias de campanha de última hora e tive que ir ao Recife cinco vezes para regularizar minha situação perante a Secretaria de Defesa Social, a Polícia Civil e os Departamentos competentes para a situação sob pena de até responder Processo Administrativo. Jamais, desde aquela situação ocorrida anteriormente me ligaria mais ao candidato Barbosa e pra piorar não é que estou eu e demais candidatos que foram prejudicados dessa forma que estamos inelegíveis, estamos sim não elegíveis para as próximas eleições. Em outra óptica é compromisso moral meu demonstrar realmente a forma como o dito cujo Barbosa agiu quando Prefeito e os desmandos e inúmeros desvios e irregularidades que cometeu a frente da Prefeitura de São José da Coroa Grande, só uma coisa a dizer: Me aguardem que o dossiê está cada vez mais ficando longo." Diz o comissário Humberto Pereira Neves.

Pelo jeito, o ex-prefeito José Barbosa de Andrade terá que dar algumas longas explicações sobre tais acusações que pesam á seu respeito, em se referindo às eleições de 2016, com reflexo para as eleições deste ano de 2020.