17 setembro 2019

Vereadores de Barreiros vão às sessões da Câmara agora de 15 em 15 dias, e não há punições para nenhum deles.

Câmara de Vereadores de Barreiros (Imagem Ed Soares) em
17 de Setembro de 2019.
Que nossa Casa Legislativa tá uma vergonha, isso já venho falando há tempos aqui, e todos sabem disso. E o fato concreto é que os vereadores de Barreiros, principalmente os que compõem o grupo tanto do período de Janeiro de 2013 à Dezembro de 2016, quanto dos de Janeiro de 2017 à Dezembro de 2020. Eles estão mais do que acostumados à descuidarem-se de suas obrigações e não serem punidos com suas constantes faltas.

Neste ano de 2019 (nem preciso contar aqui os anos anteriores) dos 13 vereadores, todos eles faltaram à várias sessões, das terças-feiras, e nenhum deles foram punidos e/ou cobrados por tais faltas.

Hoje, dia 17 de Setembro, dia de sessão na Casa de Nilo Morais, de novo, a cena se repete. Não houve sessão por falta de vereadores, que certamente "ocupados de mais" com suas vidas, resolveram por bem não darem o ar de suas graças na casa legislativa.

Eu já apontei aqui neste blog que a esposa do atual Prefeito oficial (temos prefeitos oficiosos e um oficial), a senhora Ivalda Farias é uma das campeãs em faltas na Câmara de Vereadores (confiram aqui). No entanto, é fato que nem ela nem os demais outros não deixam de comparecer ao dia de seus pagamentos, que religiosamente são pagos e sem atraso. 

o Presidente da Câmara, Vereador Idson Wanderley, mais conhecido como Careca, por sua vez, que devia cobrar qualquer dessas faltas, não tem força para fazer tais cobranças por que ele mesmo é um dos que igualmente falta ás Sessões. Os legisladores que deviam comparecer, pelo menos às sessões semanalmente, estão fazendo rodízio, indo ás mesmas a cada 15 dias, quando bem acharem-se dispostos.

Hoje, dia 17, apenas os vereadores Wellington Aleixo e Idson Wanderley, compareceram e esperaram os legisladores, mas os demais não deram suas caras.

Na semana passada, dia 10 de Setembro, no entanto,  alguns destes (nem sempre a casa está completa com os 13) visitaram a Câmara e foi naquela noite que ficou-se sabendo que Luciano do Peixe e Cristiano da Saúde, tiveram um certo entrevero por conta de um requerimento de Luciano que quer que a Previdência Própria da Prefeitura seja fiscalizada (confiram aqui) enquanto o segundo vereador com seu grupo de aliados à atual gestão, não queriam de pronto que tal fiscalização acontecesse, mas depois, por ser ano pré-eleitoral e precisarem de audiência para a campanha do ano que vem, queriam estes fazer parte da autoria do projeto, pensando em projeção política.

Segundo informações, houve um bate-boca do Luciano do Peixe com Cristiano da Saúde (desentendimento entre eles que dizem já ser de longa data, por outros problemas que não vem ao caso agora) o primeiro abandonou a Sessão, dizendo-se injuriado, evitando assim maiores problemas (o bate bocas entre eles quase os teriam levado  às vias de fato).

Talvez seja por isso que na Sessão de hoje, terça-feira, dia 17, eles e os demais outros resolveram não comparecerem à Casa de Nilo Morais.

Ao que pude apurar até o momento e posso afirmar para todos os que me acompanham é que pelo menos a cada quinze dias é que eles resolvem participar de uma ou outra Sessão. E pelo jeito, se brincar, daqui à pouco irão à Casa de Nilo Morais, em Barreiros, talvez, uma vez por mês.

No dia 27 de Agosto, por exemplo, houve sessão (confiram aqui) e eu até registrei que os vereadores não queriam aprovar requerimento de Luciano do Peixe.

Na terça-feira seguinte, dia 03, não houve sessão. Não se sabe por qual motivo.

Já no dia 10, terça-feira da semana passada, aconteceu, que foi a que citei acima, do bate bocas dos dois vereadores.

Mas, hoje dia 17, repetindo, apenas os vereadores Careca e o Irmão Wellington deram as caras. Mas não houve sessão, mais uma vez, por falta de pessoal.

Fica a pergunta: eles não deveriam ser cobrados por não comparecerem à seu local de trabalho, conforme consta no regulamento interno da Câmara de vereadores?

Se qualquer funcionário público falta à uma, no máximo dois dias à seu local de trabalho, sem justificativa convincente, estes são punidos com descontos em seus salários. Se o caso se repetir, poderá ser aberto um processo em caso de ser concursados, podendo haver exoneração.

Infelizmente, quanto aos vereadores da Câmara de Vereadores Casa de Nilo Morais em Barreiros, eles fazem o que querem, e quando querem, e recebem religiosamente seus soldos livres, todos os meses, sem descontos, sem atrasos, garantidos.