24 setembro 2019

Prefeitura de Barreiros construiria uma passarela com grade e cobertura, no entanto, fez apenas uma calçada em frente à Câmara de Vereadores.

Calçada construída na Praça Barão do Gindaí. Prefeitura apresentou como sendo uma Passarela com grades laterais e cobertura.
(Imagens de Ed Soares em 24 de Setembro de 2019)

Entre o mercado municipal de Barreiros e a ponte Lívio Tenório, há um espaço aonde é usado há anos para os feirantes de nosso município comercializar frutas, verduras, além de demais outros produtos, em feira livre.

Há algum tempo este espaço, na Praça Barão de Gindaí, que coincidentemente não tem nenhuma praça no local, recebendo apenas o nome havia um espaço aonde deveria servir como estacionamento para os carros dos vereadores e funcionários da Câmara Municipal Casa de Nilo Morais, situada na mesma rua. No entanto, o local foi tomado por feirantes, que de alguma forma não deixou o espaço vazio.

Há poucos dias atrás, usando suas redes sociais, a Prefeitura Municipal de Barreiros, sob os cuidados de Elimário Farias e equipe, anunciou (poucas pessoas sabiam, à bem da verdade) que faria uma grande obra naquele local que beneficiaria os pedestres. Segundo "projeto" a obra traria uma passarela, com grades de proteção para pedestres e uma cobertura de um canto à outro do local, tendo assim proteção contra sol e/ou chuvas.

Para execução do projeto a Prefeitura, sem consulta popular e certamente sem também comunicar à ninguém mandou derrubar árvores antigas que serviam como sombra naquele local.


Certamente muitos lembram que de tempos em tempos haviam revoadas de pássaros naquela localidade, nos finais de tarde. Um ótimo espetáculo da natureza. Mas, por ordem do Prefeito todas as árvores naquela região foram derrubadas para "abrigar" o tal projeto da passarela.

Hoje, no entanto, o que vê-se do tal projeto de Elimário, João Baleia e sua equipe é nada mais nada menos que uma calçada. Talvez para captação de verbas. Só e simplesmente isso.

Claro que em questão de mobilidade, para os pedestres, facilita. É inegável. Uma calçada vem em boa hora e merece, pelo menos nesse ponto, nosso agradecimento. Mas, por que ao invés de calçada fora anunciada como passarela, com grades e cobertura?

Há muito o que perguntar, coisa que infelizmente nenhum dos 13 vereadores perguntaram, bem como, certamente não teve fiscalização.

Quanto custou o valor total dessa obra? Por que não terminaram? Será que terá término?


Uma triste realidade é que a calçada está bem na frente da Câmara Municipal de Vereadores Casa de Nilo Morais e não se vê nenhum dos 13 legisladores (principalmente dos faltosos e dos que estão lado à lado com o Prefeito) cobrarem quanto aos gastos dessa passarela calçada.