30 julho 2016

Funcionários da Prefeitura de São José da Coroa Grande estão sendo obrigados à estarem na convenção de João Baleia em Barreiros.

João Baleia usa as mesmas táticas de Carlinhos da Pedreira. O funcionalismo tem que estar aonde eles querem, do contrário sofrerão sanções, sendo responsabilizados, se desobedecerem.
Tem um ditado popular que diz que "MANDA QUEM PODE, OBEDECE QUEM TEM JUÍZO". Assim também como tem um outro que diz que "EM TERRA DE CEGOS QUEM TEM UM OLHO É REI".

Nas cidade de Barreiros e São José da Coroa Grande a ordem é uma só. Aquele que esta à frente de determinados cargos, principalmente o de Prefeito manda e o funcionalismo público tem que obedecer.

Foi assim na ultima reunião de apresentação dos "trabalhos municipais" de Carlinhos da Pedreira, e a apresentação dos irmãos, de novo, para a corrida eleitoral e está acontecendo mais uma vez, com João Baleia. Todos os funcionários contratados tem a obrigação de estarem presentes aonde os "donos" das duas prefeituras querem.

Amanhã, dia 31 de julho, acontecerá a convenção da candidatura e homologação das candidaturas para Prefeito, Vice e vereadores do lado de João Baleia. E, em São José da Coroa Grande, foi baixada uma portaria sob desculpa de convite, informando que os funcionários devem estar presentes à reunião que acontecerá no Clube Caiadores. Para isso a Prefeita, que tem que submeter-se sempre às vontades e caprichos de seu esposo, não tendo força em seu mandato administrativo, manda disponibilizar carros, ônibus e toda frota de carros, com gastos oriundos da Prefeitura Municipal, para que os funcionários estejam presentes. 

Tem ainda uma lista para comparecimento, ou falta dos funcionários. Aqueles que comparecerem, poderão ter um dia de folga à partir da semana que vem. Os que não comparecerem, mesmo sendo num dia de domingo, poderão ver seus nomes na lista das demissões que poderá se dar pelos próximos dias.

Como podemos ver, João Baleia, que é um velho jogador de baralhos, age do mesmo jeito que Carlinhos da Pedreira. Determinam, enquanto podem, forçando as pessoas à esterem presentes, mesmo contra sua vontade.

Diversos servidores, de São José da Coroa Grande, com medo de perderem seus empregos ou sofrerem outros tipos de sanções, estarão, certamente, em peso, à convenção do dia 31, E ainda terão que levar um parente ou conhecido, preferível de Barreiros para fazer número no local.

Para as redes sociais, já existem algumas pessoas, bem pagas, para, assim que sair informação como esta que acabo de postar, dizerem que é mentira.