31 outubro 2014

Paulo Câmara (PSB) "herda" de Eduardo Campos (PSB) dívida com mais de 8 bilhões de reais e um estado falido


O Bom Dia Brasil de hoje sai com a seguinte nota,"Rombos estaduais chegam a R$ 8 bi e falta dinheiro até para gasolina"

Em nota divulgada na manhã de hoje o Bom Dia Brasil informa que dentre outros estados com rombos enormes dos governos anteriores, Pernambuco é o que mais causa admiração. Segundo a reportagem (Saiba mais aqui) o rombo chegam à 8 bilhões de reais, e não tem dinheiro em caixa nem para pagar aos funcionários e fornecedores. Na reportagem consta as seguintes notas, conforme citação abaixo. 

"É isso que acontece com quem gasta mais do que podia. O que é comum principalmente em fim de governo, segundo economistas. E a situação é pior, porque os estados ainda têm outras dívidas, milionárias, de longo prazo, como as feitas com bancos e com o Governo Federal."

"Dos 18 estados que já apresentaram os dados ao Tesouro Nacional até agosto. Seis estão, no momento, com uma dívida com o Governo Federal maior do que quando os governadores assumiram, segundo estudo do economista do IPEA, Alexandre Manoel. São eles: Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Pernambuco, Piauí e Tocantins." Diz site do Bom Dia Brasil."

Um diferencial de outros estados para o nosso é com relação aos representantes. Dos 18 estados apontados pela reportagem a maioria deles são de governos diferentes, um dos exemplos é entrega do PSB ou PSDB para o PT. Já aqui em Pernambuco quem está entregando o governo nas mãos do atual governador é o próprio PSB. 
Não tem como criticar a gestão anterior e nem apontar a mesma como certinha, já que o rombo, conforme a reportagem é do mesmo grupo que elegeu Paulo Câmara.

Nada mudou no circo, com exceção do novo palhaço à frente dele.

"O governo de Pernambuco diz que a dívida foi provocada por maiores investimentos em saúde e segurança." Diz a reportagem.

Já o pernambucano sabe perfeitamente bem que essa conversa é das mais fiadas possíveis. A saúde em nosso estado está "capenga" e a segurança ou melhor, a falta dela, está longe de servir como exemplo.

Será que Paulo Câmara e João Lyra que são do mesmo PSB apontarão o culpado que lhes entregou em mãos essa herança, o senhor Eduardo Campos que foi governador por dois mandados e deixou nas mãos deles a batata quente?

Ou tentarão disfarçar e "in memorian" dirão que "era a vontade de Eduardo?