30 julho 2020

Pré-candidata a Prefeita Luciana Vasconcelos (Cidadania), diz que há ataques á democracia "quando se faz ameaças, chantageando empregos, cortando a liberdade de escolha do povo".

Recentemente o partido Luciana Vasconcelos foi apresentada por seu pai Luciano Vasconcelos como pré-candidata ao cargo de Prefeita na cidade de Barreiros, conforme pode ser conferido neste

Luciana já vem há dias fazendo publicações usando suas redes sociais em que fala de si, de seus planos como candidata natural da cidade, bem como, colocando sua visão sobre as temáticas da cidade de Barreiros como um todo.

Neste vídeo, que trago abaixo, Luciana Vasconcelos, do partido Cidadania, defende que é preciso haver uma luta de conscientização contra aquelas e aqueles, que estando no poder, resolvem combater (como tem acontecido não apenas em Barreiros) a democracia.

Não por acaso, este blogueiro que aqui expõe suas opiniões já foi baleado e quase chegou à morrer por exercer nesta página oficial seu papel na democracia de nosso país. Além de agressões sofridas por verdeiros criminosos aos quais por um esquema de injustiça, nunca foram punidos.

Em vídeo publicado em sua rede social (confira abaixo) Luciana fala que quando um gestor faz ameaças apelando por exemplo à perda de emprego de um funcionário (certamente por conta de voto) há uma ameaça, dentre tantas por parte de gestores que oprimem para manter seres humanos que necessitam de seus sustentos.


Luciana diz que "Quando a gente fala em ataque à democracia, a gente pensa numa imagem de uma guerra, de pessoas armadas, ou um Golpe de Estado. Mas quando a gente vê o gestor de uma cidade, ou de um Estado, fazendo ameaças, chantageando empregos, perseguindo as pessoas, isso é um verdadeiro ataque à democracia... Essas pessoas querem coibir, coagir, querem cortar a liberdade de escolha do povo. Democracia é dar espaço às pessoas. O que querem é prender e deixar mesmo as pessoas numa prisão. O que deveria existir nas escolas era uma formação cívica e formação política fortemente estruturada, para que todos aprendessem desde cedo qual o papel de um vereador, qual o papel do judiciário... E assim pudessem ser pessoas políticas. Esses seres malfeitores que perseguem, que são preconceituosos, acham que são especialistas em política! É nossa responsabilidade, como CIDADÃOS DE BEM, ensinar como é que se faz política de verdade!