07 novembro 2019

Bater num jornalista, agredir um blogueiro dentro de uma casa legislativa, mandar ou matar militantes por pensarem diferente é sinal de que estamos em perigoso estado de estupidez em nosso país.

A banalização de atos criminosos acontecendo todos os dias á luz de cada novo dia. E tem gente que apregoa-se cristãos e vem com a conversa fiada de que "é o fim dos tempos" sentadas em suas poltronas, á frente de seus Smartphones, ou de posse de seus controles remotos à frente da TV.

Muitos estão esperando que ouros lutem por eles para receber tudo pronto, sem o menor esforço. Mas, se seus "maviosos" bolsos apertarem, os que nos criticam e nos chamam de combativos e encrenqueiros, vem recorrer exatamente aos mesmos que são por eles apontados, em busca de ajuda para certos problemas que estão lhes afligindo.

Sem argumentos e afrontados pela verdade que estão sendo mostradas por blogueiros e jornalistas independentes os tais agressores partem para a agressão ou ameaças contra os que são considerados adversários.

Tenho visto isso acontecer na cidade de Barreiros, em que covardes tem agredido, geralmente pelas costas ou mandado matar.

Temos visto ainda acontecer casos sérios como o daquele blogueiro e jornalista combativo que foi covardemente abatido e morto na cidade de escada por que em seu trabalho o mesmo estava desmascarando a situação corrupta de políticos corruptos naquele município.

Não foi e nem é diferente com o caso da Marielle Franco, vereadora que foi brutalmente assassinada juntamente com seu motorista por milicianos ligados à políticos mafiosos que ainda hoje estão soltos, e no poder, mas que a cada "batida" em suas portas, gritam, se exasperam e fazem ameaças intimidando jornalistas e canais de tv's pelo país á fora.

Hoje, tivemos mais uma prova de que quem é pressionado e não tem argumentos parte para agressão.


O jornalista Glenn Greenwald, principal responsável pelo site The Intercept Brasil foi covardemente agredido no rosto, por um  por estar fazendo um trabalho independente, desmascarando personagens corruptos, criminosos e salafrários, travestidos de heróis num país já entregue á imbecilização.

Estamos entrando dia a dia em um estado perigoso não apenas dentro de uma cidade de pequeno porte, como Barreiros, Escada ou outras cidades de interior como também em grandes metrópoles.

Apoiar cada ato deste, independente de qual lado partidário político que nos achamos é nos aliar aos covardes, sendo tão iguais quanto eles. Não há justificativa a agressão, a violência, em qualquer lado ou estado.


E tudo isto que está acontecendo é uma condição perigosa e lamentável. E quem se cala ou aplaude tais atos covardes está não apenas sendo conivente como também patrocinadores destes criminosos.