01 outubro 2014

Armando responde a todas as perguntas. Paulo tem respostas vazias

No último debate entre os candidatos a governador nesta eleição, Armando Monteiro (PTB) mostrou, no bloco inicial, porque é mais preparado para governar o Estado pelos próximos anos. Em todos os questionamentos feitos pelos adversários, o petebista apresentou seus posicionamentos, de forma clara e objetiva, ao contrário de seus oponentes, sobretudo Paulo Câmara (PSB). Denotando a falta de liderança política, Câmara evocou o nome do ex-governador Eduardo Campos (PSB), tutor de Câmara, em 12 ocasiões.

“Paulo, você fez uma carreira na burocracia, foi nomeado por contraparentes. Você está fazendo, agora, demagogia com as propostas. E você pensa que o povo pernambucano é bobo. Mas o povo sabe que você faz demagogia”, provocou Armando Monteiro.

O candidato do PTB também afirmou que falta a Paulo Câmara liderança política, diálogo e articulação nacional, atributos que o ex-governador Eduardo Campos (PSB) possuía".

“Eduardo tinha liderança, construiu uma carreira, tinha diálogo nacional e articulação. Ele tinha time que era técnico e maestro. Você ficou com um time sem maestro e técnico. O povo não pode ficar a mercê de experimentalismo. Você tem que sair da sombra de Eduardo e mostrar a sua liderança e se impor”, cravou Armando ao adversário Paulo Câmara, em um dos confrontos diretos com o socialista no bloco inicial. O candidato José Gomes (Psol) resumiu a atuação de Paulo no debate: "Você só tem respostas vazias".