28 agosto 2014

Em Barreiros Metade dos contratados serão demitidos após as eleições

Na manhã desta quinta feira, dia 28 de agosto, "importante reunião" aconteceu com a presença do atual prefeito de Barreiros, conhecido como Carlinhos da Pedreira do PSB, para decidir os rumos políticos em se falando da campanha para Paulo Câmara (PSB), Eduardo da Fonte (PP) e Simone Santana (PSB), candidatos à governador, deputados federal e estadual, respectivamente. 

A ordem agora é que todos os funcionários contratados e servidores da prefeitura devem atuar na campanha para os candidatos do prefeito sob pena de demissão, principalmente os contratados, que já estão com seus dias contatos.

A ordem é que todos trabalhem com afinco em busca de votos, caso contrário, as demissões, que já estão previstas para outubro, momentos depois da finalização das eleições 2014, serão certa, de maneira vergonhosa, até.

Como todos sabem, independente de qualquer coisa, a folha de pagamento da prefeitura está acima do limite estipulado e o ministério publico já teria cobrado no ano passado uma redução. 

Quando o atual prefeito entrou a folha constava com mais de 70% acima do estipulado. Alguns reduções foram feitas, e recentemente a mesma consta com cerca de 68%. O limite seria 50%, e por conta desses e de outros perrengues o prefeito atual não poderá candidatar-se para uma reeleição. O que muito admira tanto valor com poucos servidores de fato. Mas, ainda assim, a folha é alta. Como assim?

Com relação a possibilidade ou não do atual prefeito tentar uma reeleição, é assunto que traremos depois, mostrando o jogo político já formado por aqui, em que ele, sai, mas a familia já tem interesse em dar continuidade as "boas intenções de ganhar dinheiro às custas da viuva"

Como estamos no final do mês de agosto, a lei e a ordem agora é, ou tudo ou nada. E quem não trabalhar segundos os mandos do prefeito e dos que mandam o prefeito fazer, podem apostar, estarão na rua cedo ou tarde.  No Hospital de Barreiros, já temos noticias de como andam os "agentes politicos"! pró Simone Santana, Paulo câmara e Eduardo da Fonte.
Ou votam e trazem votos, ou, como diria o Roberto Justus, VOCÊ ESTÁ DEMITIDO!