20 agosto 2014

Elianai e João Baleia dão calote em motorista de ônibus?

As palavras abaixo que vocês lerão são de um cidadão, o senhor José Mauro, motorista bastante conhecido em Barreiros e região. Ele conta que no mês de Abril deste ano um ônibus da Prefeitura Municipal de São José da Coroa Grande, bateu em seu ônibus, deixando-o com enormes prejuízos. Depois de exaustivas tentativas de acordo e espera por parte da prefeitura, eis o que ele conta e o que está acontecendo.

A prefeitura municipal de São José da Coroa Grande, na pessoa da senhora prefeita Elianai, joga a responsabilidade para seu esposo, João Baleia, e este, segundo a carta do senhor Mauro, não dá a mínima para o caso do profissional, que até hoje não vê respostas e nem dinheiro perante os prejuízos causados por aquela instituição.

Carta do Senhor José Mauro

"O ônibus escolar da Prefeitura Municipal de São José da Coroa Grande bateu sem freio de frente no ônibus que faz a linha Santa Cruz à Barreiros do senhor José Mauro (Trans Barreirense). O acidente aconteceu em Barreiros ao lado do posto de água mineral Nova Aurora no dia 26 de abril de 2014, às 08:00 horas da manhã. A policia militar de Barreiros e o responsável pelo ônibus escolar da Prefeitura Municipal de São José da Coroa Grande, senhor Anderson, estiveram no local confirmando a ocorrência e encaminhando à delegacia de Barreiros onde foi feito o B.O que o motorista declara que o ônibus estava sem freiro, sendo este de placa PEO 8341 de cor amarela, doado pelo governo federal.

Procurando a senhora prefeita de São José da Coroa Grande, a mesma disse que este caso é com João Baleia, onde o mesmo manda para a secretaria de finanças, que manda fazer o orçamento na oficina São Carlos em Barreiros, totalizando R$ 5.500,00 (cinco mil e quinhentos reais), estando esse dividido em R$ 4.000,00 (quatro mil reais) em mão de obra e R$ 1.500,00 (Um mil e quinhentos reais) compradas na Poli Ônibus Recife, orçamento feito pelo senhor Anderson, responsável pelos ônibus da Prefeitura Municipal de São José da Coroa Grande.

Sendo assim, o secretário de finanças disse que a prefeitura não pode pagar e me manda à João Baleia onde o mesmo só me oferece R$ 2.000,00 (Dois mil reais), onde me recuso à receber, pois o serviço de R$ 5.500,00 (cinco mil e quinhentos reais) não se faz com dois mil reais.

Ele, João Baleia, diz que já está me ajudando, pois não tem nada à ver com isso. Que pela prefeitura vai passar no mínimo três meses para pagar. Mas se eu receber os dois mil dele ele diz que não tenho mais direito à nada, e encerra-se o assunto. Eu me recuso à receber os dois mil reais.

De volta ao secretário de finanças contando minha situação, pois este ônibus que está com a frente danificada sem ter condições de trabalho é minha única fonte de renda para manter minha familia.

Ai começa a embromação do secretário de finanças dizendo que vai falar com João Baleia para que ele pelo menos pague R$ 3.000,00 (três mil reais), onde eu, José Mauro, receberia.

Resolve de hoje, resolve de amanhã, passaram-se três meses e nada resolveu-se. Para completar, o secretário manda que eu coloque na justiça e espere dez anos para receber.

Senhora prefeita e senhor secretário de finanças de São José da Coroa Grande, se fosse o meu ônibus que batesse no de vocês será que vocês deixariam impune?

Tenho um B.O da delegacia como prova do acidente."

José Mauro, motorista. (81) 8668 3742 - 9535 5664.

É lamentável que tal caso aconteça, e não sejam tomadas as devidas providências, bem como cautelas, seja por parte da secretaria de finanças, pela prefeita Elianai ou pelo esposo da prefeita, o senhor João Baleia. Pela carta, bem como pelo que disse-me pessoalmente o senhor José Mauro, toda sorte de deboche foi feito à esta cidadão. Segundo ele, quando ficou sabendo que o caso em questão poderia vir à público o senhor Joaão Baleia teria dito ao senhor Mauro que ele "podia denunciar, e até publicar o que estava acontecendo, só assim ele receberia".

Estamos vendo o caso de abuso de poder, bem como o descaso para com o cidadão comum.

O mais interessante é que algo parecido aconteceu com o senhor João Baleia alguns meses antes do que se deu com o senhor Mauro, como consta aqui embaixo nesta imagem e vejam o outro lado, bem como a posição do esposo da senhora Elianai, justamente quando o caso foi com ele. Uma total inversão de valores.