29 abril 2018

Pernambuco, o PT e as eleições 2018, por Prazeres Barros

Até o momento, eu não tinha me posicionado sobre as eleições em Pernambuco, não era nem continua sendo minha prioridade, mas vamos começar a discutir agora. 
Pra quem não é de Pernambuco, é bom fazer um breve panorama de 2006 até os dias atuais, para quem é daqui, bora lembrar.
2006 – Disputa o governo os candidatos Humberto Costa pelo PT, Eduardo Campos pelo PSB e Mendonça Filho pelo PFL. Humberto Costa liderava com folga o primeiro lugar, seguindo por Mendonça e lá bem atrás, vinha Eduardo Campos. Lula veio a Pernambuco e pediu votos para os DOIS – Humberto e Eduardo -. Em plena ascensão, Humberto Costa é abatido com o escândalo da Máfia dos Vampiros (inocentado um tempo depois). A denuncia foi atribuída a Mendonça Filho, mas eu nunca acreditei e tinha razão pra isso. Resultado: Eduardo Campos do PSB ganhou a eleição.

2010 – Eduardo Campos concorre à reeleição, tem como candidatos a senadores, Armando Monteiro do PTB e Humberto Costa do PT. Armando Monteiro coloca Douglas Cintra do PTB como seu suplente, mas “estranhamente” ao candidato do PT Humberto Costa, o suplente foi uma escolha do PSB. Joaquim Francisco, ex Arena, PDS, Prefeito Biônico, ex-pfl e na ocasião, filiado ao PSB. Novamente o PSB ditando as regras e o PT avido por cargos, sucumbiu aos olhos azuis do poder.

2012 – Ano emblemático para o PT Recife. O então Prefeito João da Costa do PT foi impedido de concorrer à eleição pelo próprio partido. Aproveitando a disputa interna do partido, o então governador Eduardo Campos do PSB, lançou um candidato do seu partido que foi eleito com os votos de muitos do PT. Mesmo com esse OPORTUNISMO do PSB, o PT continuou com a aliança – afinal, eram centenas de cargos ocupados no governo e nas prefeituras da capital e interior.

2014 – O PT, após muita subserviência, muita humilhação, foi praticamente chutado do governo do PSB, restando “romper” em meados de 2013 – mas “esquecendo-se de entregar centenas de cargos até hoje-”. Era também a reeleição de Dilma e Eduardo Campos também era candidato, ou seja, seria incompatível manter-se ao lado de alguém que só tinha um objetivo: DESTRUIR o PT.

Chegamos a 2016, um ano e poucos meses sem Dilma conseguir governar e GOLPEADA pelo Congresso. Não podemos esquecer que durante o ano de 2015, o deputado Heráclito Fortes do PSB revelou que CONSPIRARAM para derrubar Dilma, leiam o link: G-8 do impeachment teve reuniões durante um ano Entre os CONSPIRADORES, estavam Fernando Bezerra Coelho, na época senador do PSB/PE e Tadeu Alencar, deputado Federal pelo PSB/PE.

Quem não lembra que o governador Paulo Câmara do PSB, exonerou os secretários para assumirem seus mandatos e votarem a FAVOR do GOLPE? ..Governador de PE libera 4 secretários para votarem pelo impeachment.

Quem não se lembra do Prefeito Geraldo Júlio do PSB, gritar histérico no Marco Zero: “TIREM AQUELA MULHER DE LÁ”.

Como esquecer os muros escritos: “ O PT MATOU EDUARDO”.

O GOLPE foi CONSUMADO. Vivemos num avanço fascista jamais imaginado no país. A cada dia, perdemos DIREITOS e CONQUISTAS. Nosso país tá sendo ENTREGUE ao capital estrangeiro praticamente de graça. Temos o congresso mais CORRUPTO do planeta, um presidente traidor e comprovadamente LADRÃO. Uma “justiça” que age a partir das suas convicções ideológicas e fascistas, desrespeitando completamente a Constituição do país. A perseguição às pessoas do campo progressista, a homofobia e o racismo descarado, a violência à mulher, juventude negra da periferia sendo exterminada, tudo por conta de um GOLPE apoiado pelo PSB.

Em Pernambuco, assistimos ao noticiário sobre os desvios de milhões de Suape, da Copergás, da Arena, da Abreu e Lima, da merenda estragada e servida nas escolas para crianças pobres, o assalto público na saúde com as OS, a violência sem controle que faz de Pernambuco, um dos lugares mais violentos do planeta, um avião que caiu e até hoje não se conhece o dono. Mesmo com tudo isso causado pelo PSB, uma parte do PT insiste em fazer aliança.

Qual ou quais argumentos usam? O “projeto nacional é mais importante”. MENTIRA!

Qual projeto nacional cara pálida? O MEU projeto é Lula livre da cadeia – cujo GOLPE foi fundamental para isso acontecer e onde o PSB foi FUNDAMENTAL para que se concretizasse.

Bora ser honestos ao menos uma vez na vida? A defesa da aliança com o PSB é exclusivamente isso:
1. Cargos no Governo

2. Estrutura de Campanha 
3. Medo de perderem o protagonismo no partido.

Se for para brincar de fazer politica ou desmoralizar a militância, vamos colocar as regras do jogo as claras, tais como:

a- Não a aliança com o PSB (nem preciso citar os outros Golpistas).

b- Candidatura própria com aliados do campo progressista (coisa que o PSB não é) 
c- Data limite para essa decisão – Dia 12 de Maio
d- Fazer campanha CONTRA para quem defender aliança com o PSB. 
e- Denunciar qualquer tipo de pressão ou constrangimento aos delegados que irão participar do Encontro. 
f- Por fim, bora tomar VERGONHA na cara que tá ficando feio.