10 maio 2014

Se PSB lançar nome próprio em Minas, Daniel Coelho já foi escalado para entrar na disputa pelo governo de PE, diz Bruno Araújo (PSDB)

O PSDB reagiu de imediato à informação divulgada neste sábado na imprensa de que o PSB estuda lançar candidato próprio em Minas Gerais, retirando o apoio já acertado à pré-candidatura de Pimenta da Veiga.

A medida, segundo informações de O Globo, seria uma maneira de compensar o provável apoio dos socialistas à reeleição do governador Geraldo Alckmin (PSDB) em São Paulo.

O vice-presidente nacional e presidente do PSDB de Pernambuco, deputado federal Bruno Araújo, anuncia que o partido está de olho nas decisões do PSB, está pronto, inclusive, para lançar um nome próprio ao Palácio do Campo das Princesas.

Bruno reafirma que o entendimento entre os dois partidos é “simétrico nos estados de Pernambuco e Minas Gerais”.

“Pau que dá em Chico dá em Francisco. A convenção do PSDB aqui no estado será realizada na data limite estabelecida pela legislação eleitoral para acompanhar o cumprimento dos acordos nacionais estabelecidos entre o PSDB e o PSB, de modo específico entre Minas Gerais e Pernambuco”, reforçou Araújo.

O presidente do partido em Pernambuco informa que já conversou com deputado estadual Daniel Coelho para que ficasse de sobreaviso para missão majoritária: governo ou senado.

Este post foi publicado em: Política Listada nas Tags: Bruno Araújo,Daniel Coelho,geraldo alckmin,minas,Pernambuco,pimenta da veiga,reação por: Josué Nogueira. Arquivado em:Link permanente.