31 janeiro 2019

João da Poiva vem colecionando processos em São José da Coroa Grande por injúria e difamação. Vlogueiro está sempre às voltas com a justiça.

Não há como não dizer que o senhor João Martiniano da Silva, mais conhecido como João da Poiva, não seja polêmico. Suas colocações, na maioria das vezes, tem causado celeuma na pequena e aconchegante cidade de São José da Coroa Grande.

Arisco, e querendo sempre na maioria das vezes, ser o dono da verdade, o vlogueiro, que se auto intitula defensor do povo, vem arrastando críticas e conquistando opositores, e até inimigos, com sua forma excêntrica de chamar a atenção para algumas situações até louváveis, minimamente falando, para a cidade. Mas outras, no entanto, vergonhosas não apenas para ele, como também, por tabela, para seus familiares, que são atingidos em cheio por conta das humilhações com que ele trata outros, e pelo desprezo recebido por suas ações.

Segundo suas falas, ele diz estar à serviço do povo. No entanto, tem causado sérios problemas e atraído más consequências para sua vida, bem como para a vida de seus entes queridos, naquela cidade.

Vendo possibilidade de "projetar-se" à partir das redes sociais, João criou para si um dos grupos de Whatsapp, de nome PÉ DE MANDACARÚ, e de lá manda seu recado, na maioria das vezes, carregada de ódio em áudios e vídeos, que passa dos limites contra todos aqueles que não concordam com suas opiniões ácidas. Por conta de suas falas, sempre temperadas e apimentadas, tem conquistado processos e angariado ódio de vários internautas, que ele mesmo julga inimigos seus.



Muitas pessoas já foram alvos de sua língua afiada, inclusive este blogueiro. Para ele, todos os demais, que não seja ele ou de seu pequeno grupo, não presta e são, ainda segundo suas falas comprados por políticos para supostamente fazer politicagem nas redes sociais de Barreiros, São José da Coroa Grande, e região.

Segundo suas infâmias, blogueiros como Wellington Ribeiro, do Blog Ponto de Vista, Manoel Tenório, do blog Tenorio Cavalcanti, ou Ed Soares, este que vos escreve, vivem à custa de pagamentos escusos por parte dos agentes políticos de nossa região. A sorte dele é que nenhum de nós tem se preocupado com isso. Caso contrário, receberia mais novos processos por calúnia e difamação. 

Qualquer pessoa que resolver questionar quaisquer uma de suas falas, é alvejado de palavrões e xingamentos dos mais pesados possíveis, que sua mente possa criar, e sua boca possa jogar. Em função dessas mesmas falas ácidas, infelizmente, João da Poiva, foi agredido em plena rua, por um vereador, que indignado por suas acusações descabidas, na emoção, foi levado à cometer a agressão, que foi assunto em todas as mídias oficiais e não oficiais, da região, na ultima semana e que acredito não haja mais necessidade de expor mais nenhuma nota sobre tal caso.

A cena, infelizmente, se repetiu e se espalhou pelas principais redes sociais, em vídeos e em áudios, dando conta de que um vereador teria batido na cara de um "cidadão de bem" na cidade de São José da Cora Grande. No entanto, é bem sabido que para toda ação existe uma reação, e com certeza não foi sem razão que o vereador agiu, impensadamente.

Antes de mais nada, é importante frisar que Vlogueiro é todo aquele que faz vídeos, geralmente de si mesmo sobre determinado tema e posta nas redes sociais, seja no Youtube, Facebook, Twitter ou Whatsapp. Fala, enquanto se grava. E Blogueiro é aquele que, assim como eu, escreve em blogs, como este que vocês, estão lendo.

O fato é que, o vereador só chegou ao limite de agredir o Vlogueiro por que, este ultimo usando de suas redes sociais e acreditando que em terra de Whatsapp não existe lei, usou de seus áudios, cheios de pregação de ódio para dizer, não apenas uma mas diversas vezes, sempre em alto e bom som, injuriosamente, que o atual presidente da câmara de vereadores, Humberto José dos Santos, mais conhecido como Beto do Abreu, seria ladrão e estaria fazendo da Câmara de Vereadores daquele município um possível lugar para prostituição, além de criticar os legisladores daquela casa legislativa dizendo que ali é "um antro de facção criminosa contra o povo coroense", conforme constante em áudios do mesmo, que fora espalhado à partir de seu grupo social para os demais outros grupos deste aplicativo.

Segundo informações preliminares, João da Poiva, como é conhecido está recebendo mais outros processos, além dos que já tem na cidade de São José da Coroa Grande, não apenas pelo vereador, Beto do Abreu, que está entrando com ação contra o aspirante à Vlogueiro, por conta de palavras suas depois que foi agredido, assim como também por suas falas anteriores, antes da agressão, como ainda por outros vereadores, agredidos verbalmente por ele, que já entraram em processo coletivo da Câmara de Vereadores por suas falas, tidas como injuriosas em redes sociais.

Abaixo estão listados apenas seis processos contra o Vlogueiro, à partir da cidade de São José da Coroa grande, por injúria, difamação, ameaça, e até um de estelionato. Todos ainda, em primeiro grau, não julgados, conforme podem ser consultados no portal Tribuna de Justiça de Pernambuco (clique aqui).

É lamentável que este senhor tenha se perdido tanto, sob a alegação de que está à serviço do povo coroense, fazendo acusações que não tem nada à ver com cobranças para a melhoria das comunidades naquele município.

Abaixo estão listados apenas seis processos, com seus devidos números, que podem ser consultados publicamente pelo site acima citado. Há, segundo informes, outros processos de outras cidades, que por sinal, não vem ao caso no momento.

Com os novos processos dos vereadores da Câmara de São José, somar-se-ão, cerca de oito ou nove ações, ao todo.