29 janeiro 2019

Com as eleições municipais já quase à vista, o que me preocupa não são os políticos que compram votos e sim, os eleitores que se corrompem.

Todas as possíveis arrumações já estão sendo feitas para as eleições do ano que vem, 2020. Claro que nem todos são cem por cento garantidos, mais alguns dos nomes que estão se apresentando, certamente alguns deles devem ser mostrados já nos próximos dias, para que a população barreirense fique ciente de que vá já se preparando para o que vem por aí.

Certamente que daqui para uns seis à oito meses os pretensos nomes para candidaturas poderá sofrer algumas alterações, para mais ou para menos. Infelizmente, dos nomes que até agora constam, poucos são fichas limpas. Dos nomes que pretendem concorrer as eleições do ano que vem, há casos de ex-prefeitos e vereadores que são corruptos comprovados. A maioria está com seus nomes sujos com a justiça. Mas o que podemos fazer, se há pessoas que ainda votam e apostam em criminosos?

De uns tempos para cá venho entendendo que esse papo de que as pessoas estão mudando ou que as pessoas não aceitam corruptos, não tem valor nas cabeças de quem se permitem viver sob a injustiça que eles mesmos escolhem.

Desde que me entendo por blogueiro, apesar das tantas inovações, das novas tecnologias, das informações online nas palmas das mãos de meus leitores e amigos internautas, tenho observado que o que realmente tem movido as escolhas populares, em sua grande maioria, é a ambição do momento.

Todos os políticos criminosos sabem bem dessa forma antiga, mas garantida, de fazer politicagem. A compra de voto é uma marca decisiva. E nem sempre, infelizmente, o político corrupto tem culpa. A nossa cultura está recheada de casos de compra e venda de votos. O que equivale à dizer que o povo tem o governo, realmente, que merece.

Mesmo com a força das redes sociais, vamos encontrando, aqui e ali, pessoas que apesar de terem as informações nas palmas de suas mãos, continuam agindo errado á partir de seus municípios, estados, e país. Eles ou elas, em sua grande maioria, não estão escolhendo governos por que querem o bem do país ou por lutarem contra a corrupção em seus municípios e sim, o que é lamentável, por que seus bolsos tem recebido os valores dos acordos, ou da troca de barganhas. E isso é tremendamente lamentável!

Portanto, o que me preocupa de verdade não são os políticos corruptos que compram votos e fazem acordos políticos para serem eleitos, e sim os eleitores que aceitam essas barganhas de todos os anos políticos.