13 outubro 2018

Bolsonaro disse que Bolsa Família é coisa de vagabundo e desocupado mas agora quer oferecer 13º para beneficiários deste programa social instituído pelo PT de Lula.


Desde que o deputado em fim de carreira, Jair Messias Bolsonaro, se entende como pessoa púbica que ele descrimina o programa de redistribuição de renda que mais tem ajudado cidadãos e cidadãs na federação brasileira. De maneira agressiva e contínua ele diz que tal programa "é um crime" e ainda afirma que "bolsa família é coisa de vagabundo e desocupado". Basta acessar o Youtube ou fazer uma breve busca no Google que encontram-se várias e várias falas de Bolsonaro contra o Programa Bolsa Família. 



Agora, em período de segundo turno, hipocritamente, o candidato do PSL aparece com proposta de oferecer décimo terceiro para beneficiários desse programa que ele chama de "coisa de vagabundo e desocupado".


Claro que há quem acredite nas diatribes do cara. Mas, para quem foi agredido por ele sabe o tanto de hipocrisia há nas falas do ex-capitão, expulso do exército por prática de terrorismo.



Depois de tanto criticar o program do PT de beneficiamento para pessoas de baixa renda, programa esse que tem ajudado milhares de pessoas em todos os estados brasileiros, principalmente no nordeste, o candidato do PSL, vem à público, de maneira ridícula e totalmente hipócrita, oferecer um décimo terceiro salário, como estratégia para ganhar eleitores que são beneficiados por esse programa social, e que já foram diversas vezes chamados de vagabundos e desocupados, pelo deputado em fim de carreira.

Os vídeos publicados no Youtube, que trago para essa publicação, falam por si só, sem precisar de mais explicações de minha parte.