08 setembro 2018

A difícil missão do PT em reconstruir o Brasil

Quando o partido dos trabalhadores foi fundado, embora tivessem grandes mentes envolvidas em sua construção, certamente não sabiam eles do impacto que essa sigla teria de influência num país inteiro.

Desde o ano de 1998 até os dias atuais, muitas transformações aconteceram. Muita coisa foi feita. Muitos projetos concluídos. Alguns outros não.

O principal líder do Partido dos Trabalhadores foi eleito, depois de três tentativas, para exercer dois mandatos seguidos, deixando ao final de seu segundo governo nada mais nada menos que uma aprovação de mais de  87% pela opinião pública brasileira. Um record nunca antes visto na história de nossa nação.

O sucesso do governo petista foi tão forte e positivo que a pessoa indicada por Lula, Dilma Rousseff, foi eleita com expressiva votação popular. Isso indicava que o país estava, até então, no caminho certo.

Assim, de ano em ano, viveu a população brasileira 12 anos de governo petista, crescendo, desenvolvendo-se e adaptando-se aos novos tempos.

Novos meios de comunicação começaram à aparecer no cenário brasileiro. A televisão, com as informações de ontem começou á ficar em segundo plano. O povo começou a ler os informes em outros meios de comunicação e os jornais impressos e televisivos passaram à ser questionáveis. Suas falas passaram à ser duvidosas. A internet ganhou o gosto popular. Mídias alternativas começaram à questionar o que os grandes jornais diziam. O povo não estava mais teleguiando-se pelos informantes comuns.

Mas, era preciso fazer alguma coisa para que o povo não se informasse. E assim, tudo o que fora construído antes, pelo governo populista precisava ser alterado. O povo não podia estar feliz, tão pouco, vivendo bem. Alguém de alguma forma tinha que "pagar o pato" pelo bem estar popular.

Não satisfeitos, impetraram o plano mais absurdo que se podiam imaginar. Talvez não desse certo, mas tinham que tentar. Era preciso convencer um lado, de que ele precisava tomar o poder, destruindo seus aliados e traindo sua base. E assim, o vice do governo petista, entrou em cena. Um impeachment precisava ser impetrado. 

Mas, não podiam fazer isso sozinhos. O povo teria que entender que ele teria parte importante nas transformações nacionais. E da mesma forma que o PT usou as redes sociais para estabelecer seu poder, preciso fora que os novos formadores de opinião, formassem novos conceitos e meios de alteração da realidade.

Daí a pouco os "Vem Pra Rua", "Movimento Brasil Livre" e demais organismos foram criados, aproveitando as mentes frescas para implantação de um plano de alteração brusca de governo.

Movimentos sociais financiados por grandes partidos aconteceram, e finalmente o golpe contra o povo brasileiro foi feito. Tudo aconteceu, conforme o combinado e mesmo sendo absurda a ideia, deu tudo certo.

O projeto de continuação de governo do PT sem alternância de poder para pelo menos 20 anos, foi destruído e menos de 13 anos. Mas, para destruir o PT não adiantava apenas tirar Dilma do poder. Era preciso, e ainda é, segundo eles, eliminar a peça chave.

Assim sendo, mesmo sem provas, baseando-se num processo infame, conseguiram tirar Lula das ruas, prendendo-o antecipadamente, sabendo que se o deixasse livre e em condições de ser votado, o povo mais uma vez o elegeria para que ele viesse cuidar do país, como antes o fizera, podendo fazer, certamente, bem melhor que antes.

Hoje estamos diante de um país quebrado, com sistema de vida alterado, podendo legar para as gerações futuras a desconfiança da nação com a justiça dos homens e uma nação inteira sem um governo que lute pelos anseios populares.

Mas, como fazer para mudar tudo isso? O PT tem uma missão, que não é fácil pra ninguém e não faz parte dos planos dos demais partidos políticos de nosso país. É preciso desfazer os passos, reconstruir-se para reconstruir o Brasil.

Mas para que tudo isso, de verdade aconteça, necessário se faz que sejam expurgados de dentro de sua sigla aqueles que traíram não apenas a confiança do povo, mas também, de seus principais integrantes.

Muita coisa por se fazer. Muitas histórias à serem contadas. Muito chão pela frente, e acima de tudo, muita luta para convencer aos que foram teleguiados á acreditar que toda a culpa do mal e dos erros que está acontecendo ao nosso país, é apenas culpa do PT.