13 abril 2018

Quem acredita em Lula, vota em Lula, ou em quem ele indicar para as eleições de 2018


Não há como saber o desenrolar das coisas à partir de agora no cenário brasileiro, em se falando de política e principalmente no âmbito das eleições de 2018. Afinal de contas, já é bem sabido que tudo o que a esquerda fizer ou grupos ligados à Luiz Inácio Lula da Silva, terão como manobras de bloqueio os que são de direita tentando barrar ou amordaçar quem não vota e nem acredita nos candidatos que são e estão ligados à Moro, Temer, Bolsonaro ou demais outros, militantes de direitas em nosso estado maior.

Com a prisão de Lula muitos, principalmente os tratadores do golpe contra o Brasil, pensariam ou ainda acreditam que quem é de esquerda poderá, em algum momento, votar nos candidatos prontos de direita. Lêdo engano para quem assim pensa ou acredita. E o motivo para isso é bem simples, muito mais do que possa imaginar. O fato é que quem vota em Lula, quem já votou e quem acredita em Lula só vota, aposta ou acredita em quem Lula indicar para o cargo de presidente nas eleições deste ano, caso ele não consiga ser candidato.

O mundo inteiro hoje, mais do que nunca, sabe que todo o desenrolar do processo contra Lula é cem por cento politiqueiro já que se o ex-presidente puder concorrer ás eleições é eleito já de primeira, haja vista sua popularidade crescente mesmo com o desenrolar da perseguição ferrenha contra ele.

Ciro, Bolsonaro, Marina e demais outros que entrarem para a disputa com Lula não passam de meros coadjuvantes na corrida eleitoral.

Sem Lula, caso ele não consiga mesmo concorrer, qualquer pessoa que ele indicar, ganhará as eleições, igualmente sem pestanejar, por acreditarem os eleitores de esquerda que aquele ou aquela que for indicado ou indicada é a melhor opção, apontado por ele, para o aplainar o caminho do Brasil e do povo brasileiro.

Não se iludam aqueles que são eleitores de Ciro, Bolsonaro ou Marina. Quem vota em Lula não vota neles. Quem acredita em Lula, não aposta neles, por motivos óbvios. 

Alguns destes de direita ajudaram à golpear o voto de mais de 54 milhões de brasileiros.

Hoje, apesar de tanto baterem no PT, e nos grupos de esquerda é fácil de saber quem está lutando pelo povo, contra a corrupção ou quem simplesmente está apoiando esse ou aquele grupo por modismo, ou politicagem.

Não esperem mudanças ou votos de quem verdadeiramente acredita e defende a bandeira de esquerda no Brasil.
Os que pularem para outro lado, fiquem cientes, não são homens e nem mulheres de palavra e nem de honra, já que são verdadeiros covardes se saírem da luta que abraçaram há anos, por meros caprichos.

Em todas as pesquisas nacionais de dois anos para cá, Lula está imbativelmente à frente de todos os candidatos, mesmo nas pesquisas contratadas por quem é contra Lula e contra o PT.

Sequencialmente, Lula está à frente de Bolsonaro, Ciro, Marina e demais outros.

Com a prisão do ex-presidente alguns ainda pensaram: "pronto, agora Bolsonaro leva esta (por estar em segundo lugar nas intenções de votos) já que os eleitores de Lula poderão ficar sem o seu líder". Mas, esqueceram que uma liderança nunca está sozinha. 

O que quero dizer com isto é que, mesmo se conseguirem definitivamente impedir o ex-presidente à corrida eleitoral, como é o caso dos de direita, principalmente dos ligados ao PSDB, como Sérgio Moro, planejaram e estão planejando mau, já que não há possibilidade alguma de que os esquerdistas, que já foram tão humilhados e vem sendo, até os dias de hoje pelos apaixonados de Bolsonaro, por exemplo, que são os mais afoitos, não dão nem darão crédito à quem milita contra o povo sob uma falsa bandeira de que estão "contra a corrupção", quando suas ações são corruptas do inicio até o fim.

Muita coisa ainda poderá acontecer, claro, até o inicio das eleições deste ano, mas de uma coisa tenho plena certeza: quem vota e quer Lula para presidente do Brasil, sabe que ele é o melhor, e na impossibilidade dele ser candidato, quem ele indicar será imbatível para as eleições deste ano.