23 abril 2018

Por que tantas pessoas, no Brasil e fora do Brasil acreditam em Lula, mesmo com sua sentença e prisão em Curitiba?


Existem homens ou mulheres que ao nascerem neste plano físico já vem imbuídas de uma energia magnética que transcende seu espaço, e que quando agregadas à pessoas afins transmuta-se, mundo à fora. 

O magnetismo é como fios de energia elétrica que tanto pode nos fazer bem, com suas diversas funções dentro de um lar (servindo-me de um pequeno exemplo) como pode nos levar à perda da vida, se não bem conduzida.

Em nosso meio político encontramos lideranças que usando dessa mesma ação magnética insere na mentalidade de certas massas a necessidade de ser ignorante com mulheres, preconceituosos ou de terem a necessidade de portarem armas com a suposta ideia de estarem se protegendo contra.

Em contra partida há líderes que conseguem grandes feitos à frente de certos cargos, conquistando assim a atenção de pessoas simples ou letrados de todos os cantos do planeta.

Lula, um nordestino do interior de Pernambuco, ao que nos parece, nasceu com esse dom de conquistar pessoas, fazer a coisa certa acontecer.

Surpreendentemente, quem faz o bem também tem opositores. Com Lula não seria diferente.

Quando liderou o Brasil em dois mandatos como Presidente de nossa nação, Lula conseguiu feitos "nunca antes na história de nosso país" conquistados.

Conseguiu reduzir o índice da pobreza fazendo com que novos emergentes ascendessem nas classes sociais.

Foi durante o seu mandato e até depois deste, que pessoas comuns conquistaram privilégios antes apenas garantidos à uma pequena parcela. 

Viajar para outros cantos do Brasil, de ônibus, avião ou carro próprio foi parte da realização de diversos cidadãos brasileiros em nosso país. 

E por mais simples que ações como estas hoje possam nos parecer quando passamos à ocupar espaços antes apenas reservados aos mais ricos, causou ojeriza à poucos afortunados tais conquistas durante o governo Lula encontrar pretos e pobres na mesma cadeira de avião voando por várias linhas desse imenso país, e até em vôos internacionais. 

Era insuportável ver negros e pobres entrarem em shoppings, irem à teatros, fazerem turismo, etc...

O Projeto de Lula para o Brasil deu e estava dando certo e nossa nação era vista com outra cara nos países desenvolvidos. Nós também estávamos nos desenvolvendo, crescendo, e fazendo vidas novas como "nunca antes na história de nosso país" tinha acontecido.

Hoje, depois do golpe da direita contra a esquerda nosso país está de cabeça para baixo política e economicamente falando.

As ações politiqueiras dos direitopatas aceitas por boa parte adoentada de nossa parcela brasileira, de ódio contra o populismo inseridos e articulados contra o mesmo povo brasileiro, nestes últimos três, quase quatro anos está nos colocando, mundialmente, na condição de soslaio por parte dos grandes investidores internacionais.

No entanto, mesmo com todo esse ódio por parte de mentes doentias que mandaram Lula para a prisão por medo que ele reconquistasse o poder central de nosso país e recambiasse nossa condição como antes, há uma enorme parcela de homens e mulheres que não se entregam facilmente aos diversos golpes que estamos recebendo dia e noite por juízes comprados, corruptos e subversivos que executam sentenças cumprindo ordens, sem provas, baseados em fofocas, que chamam de delação premiada, por presos corruptos em busca de redução de suas penas e/ou liberdade.


Os verdadeiros homens e mulheres, pessoas comuns, populares sabem bem do valor deles e de um Lula à frente do poder, e por mais que tentem ofuscar a realidade dos fatos com provas forjadas, acreditam em Lula por já ter visto o homem trabalhar e agir à favor de um povo que sabe o que é lutar, o que é pegar numa enxada ou pá, enfrentar sol e chuva em busca de vida, na vida que a natureza dá. 

Por que tantas pessoas, no Brasil e fora do Brasil acreditam em Lula, mesmo com sua sentença e prisão em Curitiba?

Há mais fatos à serem ditos, analisados, refletidos, repensados.

Luiz Inacio Lula da Silva hoje, mesmo na condição de preso político, é ainda uma estrela que brilha em qualquer lugar, mesmo dentro de uma cela solitária, subjugado por algozes miseráveis e sem honra que tentam abafar sua voz e impedir sua luta.