28 março 2018

Vários políticos de diversos partidos lamentaram e condenaram a tentativa de homicídio contra Lula, menos Bolsonaro do PSC

Num atentado à vida dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inacio Lula da Silva do Partido dos Trabalhadores, além de movimentações que aconteceram em algumas cidades por agentes ligados à Jair Messias Bolsonaro e pessoas de extrema direita, em que tentaram impedir que a Caravana Lula Pelo Brasil, seguisse dua viagem pacífica, em que jogaram ovos, pedras, porretes, e até tiros, diversas foram as falas contrárias á este ato que aconteceu em Laranjeiras do Sul, interior do estado do Paraná.

Políticos em exercício, ligados aos partidos que são contrários á candidatura de LULA, e estão lutando por sua prisão, usaram suas redes sociais, ou espaço nas diversas TV em todo o Brasil para lamentar o atentado contra a vida dos ex-presidentes em caravana.

Deputados, Senadores, Governadores, e até o presidente golpista Michel Temer do MDB, lamentaram e condenaram que tal fato tenha acontecido contra a caravana, bem como aos ex-presidentes.

Contráriamente à todos os demais, e até pessoas ligadas à seu novo partido, PSC, o Deputado Federal Jair Messias Bolsonaro além de não expressar nenhuma reação, nenhuma fala condenando tais atos contra uma pessoa pública, ainda vai a Curitiba fazer campanha política, ridicularizando de Lula, seu adversário político que está á frente do Deputado em todas as pesquisas eleitorais para as eleições deste ano.

Assim como aconteceu no caso Marielle Franco, em que o mesmo não fez qualquer citação á morte da vereadora do Rio de Janeiro que foi sumariamente executada e que até agora nenhuma investigação sobre o caso foi concluída, Bolsonaro repete o mesmo ato e atitude de certo conforto ante o que acontece com seus adversários, por serem eles, de partidos de esquerda.

Seguidores, os mais fanáticos, como cegos crentes religiosos, aplaudem não apenas a atitude dele, como ainda e principalmente as reações de ódio, violência e tentativa de morte contra os que lhes são considerados desafetos políticos.

Grupos políticos ligados à Bolsonaro, segundo informações e apurações que estão chegando á todo instante, dá conta que pessoas ligadas ao Deputado fizeram todas essa movimentação contra Lula, com fins específico de dar cabo à vida do ex-presidente Lula, em especial.


Os fanáticos e reacionários bolsominions, seguidores do suposto mico, aderiram à onda de ódio e violência contra aqueles que são de esquerda, por condiderá-los uma escória em nossa nação brasileira.

Bolsonaro, com suas falas de guerra e guerrilha está trabalhando para criar eleitores teleguiados para agir à favor dele, como uma verdadeira milícia que só enxerga como verdade apenas o que ele falar. Quaisquer falas e provas contra ele, os seguidores, fechados em suas mentes, não aceitam como verdade, mesmo sendo provado.

Dizem sempre que tudo não passa de uma jogada política da esquerda contra os supostos homens honestos da direita, que dizem estar à favor da família, da moral e dos bons costumes.

Em suma, graças à esse novo grupinho, estamos vendo uma concentração de fanáticos, enlouquecidos, em busca não de verdade, e não estão em luta contra a corrupção, mas de atos livres de violência, tresloucados contra seus adversários políticos, no campo nacional, principalmente nas redes sociais.

Desse grupo, à partir de então, pode-se esperar qualquer coisa, menos ombridade e ações leais ou honestas. Em nome dessa cegueira política que estamos vendo nas redes sociais, tudo será possível, menos ações de paz, politicamente falando.