24 fevereiro 2018

"Haissa e eu escolhemos viver do karaté e para o Karatê, acho que por isso que dá tão certo". Diz Sensei Flavio Animal.


Por Flávio Animal
A muitos anos descobri qual o meu objetivo nesse plano, sei quem sou, de onde vim e para onde vou. Descobri que tudo isso é passageiro, e serve apenas para minha evolução espiritual.

Descobri que meu principal objetivo é salvar vidas, guiar e resgatar aqueles que estão perdidos. Tenho o dom de receber pedidos de ajuda, e muito amor para ajudar.

De tudo tem em meu dojo, meninos consideráveis normais, meninos especiais, drogados, ex drogados, ex presidiário, menino com tendência a se envolver com coisa errada, tudo isso em um só lugar, é um turbilhão de responsabilidade e sentimentos que tomam conta de mim. Tem dias que não como, dias que só choro, dias que não durmo, dias que brigo com minha esposa, dias que fico trancado no quarto... Tudo isso pela responsabilidade a mim dada, por Deus e pelos homens, há muitas pessoas que precisam de mim, e assim será até meu último suspiro nesse plano.

Minha felicidade é ver a evolução de um jovem, é ver o quanto eles confiam em mim e em Haissa, os pedidos de ajuda sinceros, e a vontade de mudança.

Sensei Haissa, lado direito na foto, com alunos no Dojô Família Animal 

O Karatê vai além de murros e chutes, o Karatê é disciplina, doutrina, desejos de mudança.

Estou aqui para cumprir minha missão, não estou preocupado com o que as pessoas pensam, há até quem me critique, podem acreditar... Há aqueles que me enxergam como um cara do bem, há aqueles que acham que quero algo em troca, há aqueles que querem apenas se aproximar por algo que eu possa vim a oferecer. Digo porém, que meu único desejo é servir a essa juventude, encontrar um jovem daqui a uns anos e vê-lo encaminhado. Pode ser que ele tenha se tornado um vendedor de picolé, não desmerecendo é lógico, mas meu desejo é que ele seja um vendedor de picolé digno de respeito. Vencer na vida é a meta, constituir uma família, ter um lar, andar de cabeça erguida.

O segredo de nosso trabalho é amor ao próximo, Haissa e eu escolhemos viver do karaté e para o Karatê, acho que por isso que dá tão certo.

Ao encontrar conosco em algum lugar, saibam que nós, somos pessoas que dão o melhor para resgatar vidas. Nosso desejo é ser olhado de fato como quem resgata aqueles que precisam de ajuda.

Amamos o Karate, amamos as pessoas, respeitamos as pessoas.

Assim como o Karatê nos salvou, com toda certeza poderá salvar centenas de jovens.