22 junho 2017

Vereador Mauro da Guarda tenta dar um golpe contra a democracia coroense e expede portaria para destituir nova eleição de Presidente da Câmara de São José da Coroa Grande

Não aceitando a derrota na Câmara de Vereadores de São José da Coroa Grande Mauro dos Anjos tenta destituir eleição para Presidente, que aconteceu dia 16 de Junho de 2017. 
Usando de uma das artimanhas, embora dentro da lei, o Vereador e atual Presidente da Câmara de Vereadores de São José da Coroa Grande, Mauro dos Anjos, conhecido como Mauro da Guarda, expediu neste dia 21 de junho portaria de número 046/2017 com o intuito de desfazer a escolha para Presidente da Câmara Municipal para biênio 2019 a 2020, em que o vereador Beto do Abreu foi eleito à presidência daquela instituição.

Segundo a portaria emitida pelo vereador a eleição para presidente teria sido ilegal já que a sessão foi, segundo ele em portaria emitida, realizada pelo vice-presidente da casa, e não pelo presidente, que, segundo Mauro, já teria encerrada a sessão graças à tumultos causados naquele órgão legislativo.

Para o atual presidente da casa, que foi o idealizador para a realização desta mesma eleição, após a cessação desta em que ele não foi o optado, é possível que com o fim dela não aconteça mais eleição pelos próximos dias. Ele espera que o tempo passe para que o que aconteceu na sexta-feira dia 16 seja esquecido e que com algum tempo à frente possa-se pensar numa nova eleição. A pretensão, possivelmente, será de ganhar tempo para arrebanhar companheiros à sua causa, e quem sabe, de alguma forma, desmoralizar o vereador que foi recentemente escolhido para exercer o cargo de Presidente, por mais um mandato.

Nos bastidores da política de São José da Coroa Grande, o que existe é, segundo cidadãos coroenses "dor de cotovelo, por que a escolha para o novo presidente não foi ele, Mauro, e sim, Beto do Abreu".

A polêmica em cima deste tema tem se dado não apenas pelo que aconteceu no ultimo dia 16. Segundo a opinião pública, depois que conseguiu o status de Presidente da Câmara de Vereadores, o Vereador Mauro da Guarda estaria fazendo de um tudo para manter-se no "posto".

O vereador fala em sua portaria de que a sessão fora extinta por tumulto causado na casa. No entanto, populares, vereadores, assessores de vereadores presentes afirmam que a confusão teria sido causada pelo grupo do atual presidente, Mauro, que tentou encerrar por que viu já estar perdendo em votos. Por ver que seu adversário já estava com pontos à frente dele, tomou a atitude de fechar tudo antes mesmo de votar projetos que seriam votados naquela mesma noite, o que não justifica o término da reunião pública na casa.

A portaria foi expedida dia 21 de junho, dois dias antes da próxima sessão na câmara que deverá acontecer dia 23, véspera de São João. Há rumores que o nobre vereador pretende não realizar sessão amanhã com medo de críticas e da revolta popular coroense. 


Não aceitando a derrota na Câmara de Vereadores de São José da Coroa Grande Mauro dos Anjos tenta destituir eleição para Presidente, que aconteceu dia 16 de Junho de 2017.