14 setembro 2015

Falta de ônibus em Barreiros prejudica alunos da rede municipal e estadual

Conforme já venho tratando aqui neste blog a Prefeitura do Município de Barreiros, tendo à frente a gestão dos irmãos Carlinhos da Pedreira e Léo da Pedreira, Prefeito e vice, respectivamente, pouco ou quase nada estão se importando com as condições do povo barreirense. Antes, à bem da verdade estão mais interessados em reelegerem-se no ano que vem, nem que para isso tenham que pisar no povo e humilhar tanto o cidadão comum, quanto os profissionais das áreas vinculadas ou não à Prefeitura.

Uma das principais reclamações da população é quanto aos ônibus do transporte público barreirense. Sejam os próprios ou os agregados. Ou aqueles que estão à serviço da Prefeitura via empresas do grupo. O que sabemos é que falta ônibus. E a situação dia à dia, tende à piorar, graças aos irmãos Prefeitos, Carlinhos e Léo, em nosso município.


Em razão disto, a paralisação que inicia-se hoje, faz com que os alunos tando da rede estadual quanto da municipal faltem às aulas, em período de provas e testes para os mesmos.

Salas vazias nas escolas, tanto da rede estadual, quanto municipal.
Boa parte dos alunos que moram em áreas mas afastadas,
ou na zona rural estão sendo prejudicados pela falta de ônibus.
Segundo informações, o Prefeito estaria pensando em conseguir um espaço na Radio Litoral Fm, para dizer que a culpa do atraso dos salários seria da Presidenta Dilma Rousseff, por não repasse de verbas federais.

Existem informações, porém, que o mesmo não foi àquela emissora por, possivelmente, não estar em dia com suas obrigações de publicidade e marketing.

Será que a culpa do atraso com a emissora e demais outros órgãos, sob responsabilidade do município, também é do Governo Federal?

Enquanto a situação não se resolve, motoristas paralisam, com razão, à espera que o Prefeito Carlinhos da Pedreira cumpra com sua palavra, e que a Prefeitura regularize todo o caos que essa administração tem causado ao povo barreirense.

Com a paralisação dos veículos não apenas estudantes estão sendo prejudicados, como ainda pacientes da saúde que necessitam destes veículos para atendimentos médicos em Palmares e Recife.

Na rede estadual os alunos que necessitam de veículos para vir e volta às escolas, não poderão vir aos colégios por estes dias. Os da rede municipal, também estão em falta nas salas de aulas em razão da distância entre suas moradias às instituições de ensino. Muitos deles são moradores da área rural, o que dificulta ainda mais as condições de acesso.