11 junho 2014

START CONSTRUTORA demitiu mais 30 funcionários hoje

Depois da vinda da fiscalização em Barreiros, e com a reunião de ontem com os respectivos responsáveis pela empresa aqui em nosso município, bem como dos acertos e ainda a postagem feita por um dos ex-funcionários contando o que se passa com a START CONSTRUTORA, hoje saiu o veredícto de ontem, apontado em postagem anterior pelo rapaz que lançou um desabafo neste blog.

Segundo ele, e um outro ex-funcionário, que esteve em contato comigo, agora pela manhã, 30 pessoas foram demitidas agora à pouco, no horário da manhã.

Ainda segundo esse outro funcionário, "a prefeitura não teria condições de pagar os valores combinados com a empresa e foi de lá que teria partido a ordem para as demissões". O que por sinal, já muito nos admira. E não podemos fugir à regra de umas perguntas ao final de cada postagem.

Se a ordem partiu da prefeitura para as demissões, assim como também, partiu dessa as contratações, conforme disse o funcionário, ontem em depoimento aqui nesse blog, logo fica aqui uma via de dois rumos diferentes. A prefeitura contratou uma empresa privada e esta estaria responsável pelas contratações bem como as demissões ou a empresa pertence à prefeitura?

Ontem, segundo informes, após a reunião saiu a sentença de demitirem os mais de 30 funcionários. Essa decisão, hoje, veio à acontecer. A demissões foram da prefeitura, do prefeito nesse caso, ou por parte dessa empresa?

Ainda, segundo os funcionários, existem suspeitas de que a empresa é pertencente aos familiares do atual prefeito. Pelos ultimos acontecimentos ficou mais ou menos patenteado isso. Ainda segundo eles, os pagamentos dos salários serão pagos em duas partes iguais, sendo uma das partes nesta próxima sexta feira, nada confirmado, e até ao final do mês, talvez pagarão parte do valor final dos funcionários.

Os funcionários ainda dizem que além do valor normal, que não sabem quanto receberão, ainda cobrarão as horas extras, uma vez que muitos chegaram à trabalhar uma, duas e até três horas além do horário normal.

Para todos os efeitos, estarão esperando até a próxima sexta feira para alguma solução viável. Do contrário os mais de 42 demitidos (os de antes e os de hoje), estarão recorrendo, todos, à ação do ministério do trabalho para solução de suas pendencias.

Ainda, segundo ex-servidores, quando a FISCALIZAÇÃO esteve em Barreiros, na segunda feira ultima, um dos responsáveis pela empresa da START teria recolhido de ultima hora todos os documentos dos funcionários, que estavam no escritório, tendo levado para a prefeitura. E desde então, nada mais se sabe dessas documentações. Uns dizem que estão nas condições de "clandestinos".