08 maio 2014

Inaldo China explica o que aconteceu com ônibus da saúde nesta ultima segunda feira dia 05 de Maio

Nesta ultima segunda feira, dia 05 de maio, foi publicado uma "reportagem" no blog Barreiros da Gente.

Na "reportagem" foi apontado que os pacientes, cerca de 86 mais acompanhantes, foram impedidos de seguir viagem por conta de uma calibrada de pneus (veja a reportagem aqui). Em seguida, na tarde daquele mesmo dia a "reportagem" esteve na secretaria de saúde, e em conversa com a secretária Marlene Couto ela teria lamentado que a informação tivesse ido ao ar, causando assim um certo transtorno e disse que tudo não teria passado de um "desacordo de ideias" (Leia a segunda nota neste mesmo blog)

Bom, no entender desse blogueiro, e de mais algumas pessoas que averiguaram esse assunto, dá pra entender que tá faltando explicação, bem como, parece até que a culpa é do responsável pelas viagens, que seria nessa noite o senhor Inald, conhecido como china.

Na terça feira seguinte, por me encontrar em Recife, aproveitando a ocasião da volta, em função de uns exames realizados na capital, pedi ao senhor Inaldo, responsável pelas viagens, Barreiros/Recife à mais de 8 ou 10 anos, se não me engano, que me contasse a situação e o que de fato aconteceu. Abaixo, temos reprodução do que foi gravado por mim, em áudio. Como o mesmo ficou ruim, estou trazendo apenas trechos de nossa conversa.

Inaldo (China) Fazendo chamada de pacientes dia 06 de Maio em Recife, dentro do ônibus (Imagens Blog do Ed)
Palavras do China - "O que aconteceu foi o seguinte; na semana anterior, um ônibus foi impedido de viajar, não por conta da secretaria e sim, por motivo de um protesto que impedia ultrapassagem na BR. Ficou então acertado que na semana seguinte, todos os pacientes, iriam em dois ônibus, já que o volume de pessoas estavam acima do que ultimamente é levado.

Na segunda feira cerca de 104 pessoas, mais o motorista e eu, teríamos que seguir viagem para Recife. Mas na hora que o carro chegou, constatamos que os pneus estavam murchos e precisando, sim, de recalibragem. Ora, Ed, você me conhece à anos e sabe que eu preso, acima de tudo pelo bem de todos os que seguem comigo. Não deixo uma pessoa sequer, em lugar algum.

Inaldo (China) Fazendo chamada
de pacientes dia 06 de Maio em Recife,
dentro do ônibus (Imagens Blog do Ed)
Imediatamente, peguei o telefone e liguei, não apenas uma, mas 16 vezes para Nildo, que deveria ser o responsável pela troca de carro, caso precisássemos. Depois, liguei para a secretária, dona Marlene, explicando o que tava acontecendo, e ela pediu pra mais uma vez ligar para Nildo, que não sei porque, não atendia as ligações àquela hora da madrugada.

Não posso acusar ninguém. Não estou dizendo que ele não me atendeu por que não quis. Talvez, por ser um celular, a ligação tenha falhado, ou não tenha dado sinal, ou ele devia estar dormindo, até porque já se passavam das 3, quase 4 horas da manhã.

Tinha vezes que quando eu ligava, atendiam e desligavam.

Não satisfeito, liguei ainda para o prefeito. E não consegui, naquela madrugada, ligação. 

Quando falei de novo com a secretária ela disse que ia resolver, mas só tivemos solução no outro dia, conforme você pode confirmar. Hoje vieram dois ônibus. Um já seguiu mais cedo, e o outro é este que estamos viajando de volta para a Barreiros.

Inaldo (China) Fazendo chamada de pacientes dia 06 de Maio em Recife, dentro do ônibus (Imagens Blog do Ed)
Não sou irresponsável e não poderia admitir que um ônibus viajasse nas condições que estava, podendo á qualquer momento, Deus nos livre, causar um acidente e matar todos nós. Quem me conhece sabe a forma que eu trabalho. Saiu de casa por volta das 2 e meia à 3 horas da madrugada e só chego em minha residência, depois de me certificar que todos os pacientes foram entregues em seus devidos pontos, não importante a hora que eles são recolhidos nos hospitais de atendimento.

A forma que ficou vista é que a culpa, de certa forma, foi minha. E não foi bem por aí que a coisa aconteceu. Quem quiser ver, eu mostro todos os horários armazenados em meu celular dos números que liguei para todos em busca de uma solução naquela madrugada. Não posso, de uma hora para outra ser culpado, quando estava sendo responsável."

Minha opinião sobre o assunto 

Conheço o Inaldo China a anos, uma vez que também já atuei alguns meses nesse mesmo sistema de viagens a alguns anos atrás. Sei que tanto o responsável pelos ônibus quanto o motorista, tem responsabilidades em dobro para com os pacientes, por diversas razões. E não acredito que tenha acontecido aqui, descuido ou desacordo de ideias, conforme afirmou a secretária de saúde, Marlene Couto.

Me desculpem as opiniões contrárias, mas essa, sinceramente, não colou.

Nessa noite, saímos de Recife, depois do Inaldo China ter recolhido o último paciente o Hospital Otávio de Freitas às 19:40 minutos, tendo antes passado em todos os demais hospitais, e esperando cada qual por seus atendimentos. Sempre ligando para os pacientes, informando ou procurando se informar sobre suas saídas e localizações. É importante salientar ainda que o responsável por essas viagens usa o celular pessoal de contato ligando para todos os clientes com créditos do próprio bolso, e ao final, o que recebe é uma nota, praticamente colocando nele a responsabilidade que não lhe pertence.