22 maio 2014

Blogueiro e esposa poderão ser denunciados ao disque 100? Como assim?

É interessante como as pessoas são, quando estão sem forças e sem argumentos. E em cima da dificuldade em sair da lama, tem sempre a tendencia de tentar colocar outros no mesmos buraco que eles ou elas se encontram.


Como todos sabem, Ed Soares é o principal blogueiro à tratar de assuntos da política local, principalmente no que diz respeito à Prefeitura Municipal de Barreiros. E com nosso trabalho conseguimos denunciar alguns casos "negros" como é o caso dos perfis falsos nas redes sociais. Mais recentemente citando Miriam, Michelle e Fátima, esta ultima mãe do prefeito.

Bom, mas o caso é o seguinte: à pouco menos de um ano atrás, por negligência de minha mãe biológica, pelo descaso do pai (que se encontra em São Paulo) e da mãe (Drogada) de meu sobrinho, Everton Soares, fui surpreendido com a noticia de que por descaso deles a criança de pouco mais de 6 anos, tinha sido recolhida na casa de passagem de Barreiros. De imediato, entrei em contato com o pessoal que fazia o corpo de conselho tutelar naquele ano, e por não ter onde e nem com quem deixar a criança, resolvi, mesmo sem consultar minha esposa de antemão, levar a criança para morar conosco.

Até aquele momento essa criança não estudava, e estava muito mau cuidada, por sinal.

De imediato, com o uso do canal da Oi, alguém, como sempre, muito mau intencionada, envia uma mensagem para mim e outra para minha esposa, dizendo que "tudo o que eu queria era... (não ouso repetir os palavrões citados por esse "anjo" que enviou a mensagem) e agora ainda ia colocar nas costas dela um sobrinho que não era da responsabilidade dela".

Tudo bem, as coisas passaram, e vamos dando tempo ao tempo.

A mãe da criança, volto à repetir, não está nem aí para com a mesma, já que é uma viciada. Sem contar que ainda tem outros dois filhos, que mau cuida. E o pai (meu irmão biologico) nunca sequer, envia uma mensagem querendo saber do único filho que tem.

Este ano meu sobrinho está tendo os primeiros passos na escola primária. E quem, claro, foi em busca de matriculá-lo foi exatamente esse que vos escreve, e minha esposa.

Tudo pronto! O drama diário agora é fazer com que esse menino que passou anos fora da escola, aprenda e se esforce por criar interesse pelos estudos. Mas, vamos levando!

Devo lembrar ainda que no ano que procurei saber mais sobre esse menino, a avó materna que igualmente não se interessa pelo neto, estava recebendo o Bolsa Familia. Como sou contra esse tipo de auxílio, assim que soube quem estava recebendo esse benefício, juntamente com um dos conselheiros tutelar da época, tratamos de suspender imediatamente aquele benefício.

Afinal de contas, se não querem cuidar do menino, porque receber alguma coisa dele?

Bom, mas agora a pouco recebi uma ligação de um amigo nosso, em que o mesmo relatava o seguinte:

- Chegou uma mensagem no meu celular super estranha. A primeira eu apaguei, a segunda tá aqui. Alguém da internet, me  chamando de Eguinaldo, pedindo pra eu te alertar dizendo "que uma criança não vai à escola por que o tio não o acorda de manhã". Aí eu apaguei... veio da web, e não dei importância. Agora à pouco, chegou outra. Foi endereçado à mim; "Eguinaldo (poucos o conhecem pelo nome) alerte Edmilson (poucos me chamam por meu nome de batismo) e Emilia que eles vão ser denunciados no disque 100 por negligência com a criança que eles cuidam. Nessa mensagem me chamam de Eguinaldo, literalmete. Então é alguém muito próximo. Diz o Eguinaldo por telefone.

Aí eu pergunto: será que as pessoas não pensam que podem facilmente ser identificadas, e principalmente ser enquadradas, mais uma vez, por calunia e difamação?

Afinal de contas, qual a importância que eles tem com isso?

Será que essa mesma pessoa "santa" estaria pensando em cuidar de meu sobrinho?

Com certeza não, afinal de contas, o que está envolvido aqui não é o cuidado com um menor, e sim só e simplesmente um ódio ferrenho contra quem lhes expõe às claras, seus erros online.

Seja como for, estamos esperando que essa denuncia tenha fundamento, e recebamos o "chamado" em nossa casa, já sabendo quem são.

Pense numas pessoas carinhosas!!!