21 dezembro 2018

Garis de Barreiros receberam apenas 700 reais de pagamento do décimo terceiro salário.

O prefeito Elimario Farias assinou um acordo para cumprimento do pagamento dos salários atrasados e dos servidores públicos do município, bem como, se comprometeu em pagar em dia o décimo terceiro salário do funcionalismo.

Pelo acordo, assinado não apenas pela Prefeitura de Barreiros como de todas as demais prefeituras da Mata Sul de Pernambuco, o dia 20 seria a data limite.

Algumas prefeituras, embora sejam alvos de investigação por fraudes na saúde, estão cumprindo com seus compromissos e pagando o décimo terceiro total à seus servidores. Pagar ao funcionalismo, é bom lembrar, não é favor e nem deve ser levado em conta. É obrigação de todos eles cumprirem. Afinal, os prefeitos foram eleitos para administrar o bem público.

Conforme foi noticiado ontem aqui nesse blog (confira aqui) o Prefeito Elimário pagou apenas 50% do décimo terceiro salário aos servidores da Educação municipal. Hoje, no entanto, foi a vez dos trabalhadores ligados à Secretaria de Obras.

Segundo informações os Garis que tem a importante função que é varrer as ruas e catar o lixo, mantendo a cidade limpa, receberam pouco mais de R$ 700, apenas, como pagamento do décimo terceiro salário.


Importante salientar ainda, que esses servidores, segundo informações, que deveria ser investigada pelo Ministério do Trabalho, não recebem sequer contra-cheques ou qualquer informativo que comprove que os mesmos são funcionários da Prefeitura, ou de alguma empresa familiar aos governantes, ligados aquele órgão.

Estes servidores não tem sequer, para trabalhar, material adequado. Fardamento de péssima qualidade, e sem garantias, caso venham à cair doentes. Além de outros fatores. As condições são precárias para todos estes servidores.

As condições de trabalhos deles também é de lamentar. E não há sequer, segundo informes, registros em suas carteiras. Um dos
 fatores que os impede de fazer qualquer reclamação na justiça, já que podem perder seus empregos à qualquer momento. Como forma de vingança por parte daqueles que administram a Prefeitura Municipal da cidade.

Sem qualquer garantia, os Garis, são tratados como gente descartável, ou usufrutos dos gestores.

Há anos que não tem mais concursos públicos na cidade e a maioria desses servidores, tratados sem dignidade tanto pela gestão atual, como pela anterior, não tem seguridade ou como garantir suas vagas nesse mercado, estando à mercê do que os gestores possam fazer com eles à qualquer momento.

Alguns garis que entraram em contato comigo, me informando que receberam apenas 700 reais em suas contas bancárias, dizem que ainda não sabem como vão pagar suas, comprar seus alimentos, mas esperam não serem prejudicados mais ainda.

É lamentável que tanto essa como a gestão anterior continuem tratando essa mão de obra importante para a manutenção da limpeza da cidade, como pessoas descartáveis.