16 agosto 2018

Blogueiro com um blog diferente ou o mesmo blog com uma postura diferente de blogar?

O cenário da política brasileira, embora com as redes sociais, com as mídias tradicionais e alternativas dos tempos atuais, está aí, mudando seus paradigmas, renovando suas trajetórias, refinando suas ideias. Isso não quer dizer que estamos prestes à mudar tudo, repentinamente. Muito pelo contrário. Esse é ainda um momento lento em busca de transformações essenciais em nosso planeta, não apenas dentro de um pequeno município, em que todas as tribos tenderão à reformas, ainda que a grandes esforços, como também e principalmente dentro de um contexto planetário, que agita-se como uma borboleta saindo de seu casulo.

Em dados momentos, todos nós, em qualquer nível de desenvolvimento pessoal, espiritual, financeiro, etc, somos convidados à transformar nossa realidade, abolindo certas práticas, as vezes retrógradas, para outros caminhos mais progressistas, evolucionistas. 


A evolução está em tudo. E quem não evolui com o tempo, estagna-se, parando em qualquer lugar, vendo outros sumirem à sua frente enquanto fica sentado na calçada vendo o tempo passar.

Sou seguidor de uma doutrina que acredita piamente que o homem deve lutar em busca do progresso pessoal e coletivo. Ela nos ensina que não estamos nesse mundo por um mero capricho do acaso, assim como também nos informa que não foi apenas pelo ato sexual que nós passamos à existir, graças a mamãe e a papai. Somos muito mais que isto!

Eu sempre gostei de falar de assuntos que chamasse atenção daqueles que leem minhas linhas, postadas neste blog já há alguns anos. Mas, também, sempre tive vontade de falar de outros assuntos, outros focos, fora do reduto político. Não que pretenda abandonar tudo o que construí, até agora, muito pelo contrário. Mas, é certo que há outros assuntos que merecem uma olhada, sob uma ótica não robotizada, como estamos cansados de ver em outras páginas.

Por isso, pensando e repensando todas as minhas falas, lendo e relendo algumas de minhas postagens anteriores, decidi que tá mais do que na hora de voltar à tratar de assuntos como eu comentava antes. Espiritualidade, religião, sexualidade, política, assuntos gerais, voltarão à dar as caras em minha página oficial.

Isso não quer dizer, repito, que eu pretenda abandonar minha linha de pensamento, nem minhas publicações. Antes, à bem da verdade, quero ter o prazer de escrever sobre o que gosto e não ficar apenas num contexto infinito, com repetecos casuísticos, num mesmo assunto que todos já conhecem o princípio, o meio e o fim.

Gosto dos bastidores da política, é claro, mas venho me encabulando com algumas coisas e estou me cansando de encontrar pelo caminho o mesmo cenário: políticos corruptos e eleitores igualmente corruptos, corrompendo-se na linha da compra e venda de votos, com um loop sem fim, em que depois de eleitos, os que ganharam as eleições passam à desprezar os cidadãos, e estes à reclamar na mesma música, em que tornam à sofrer por conta de suas burrices por aceitar as facilidades do meio politiqueiro, não fazendo a coisa certa na hora do voto.

Hoje eu tô com vontade de mais coisas do que antes, e acredito mesmo que já consegui dar minha cota de contribuição para a sociedade em que vivo. E mesmo passando por ameaças dos políticos corruptos de minha terra e pela tentativa de morte destes contra mim, graças à Deus, continuo aqui para contar e recontar meus passos.

Por isso, e não apenas por isso, estou me preparando para trazer assuntos que gosto de comentar, aqui nesse blog, para apreciação de meus amigos e amigas, leitoras e leitores que me acompanham até hoje. Alguns é claro, como é natural de ser, deixarão de me acompanhar, já que esperam que o blogueiro entre num eterno pé de guerra contra a corrupção e os corrutos, estando à frente de balas que não são de borrachas, contra um corpo que não é de aço.

Mas, pouco me importarei, de verdade, com esses. Tenho mais o que falar e o que pensar do que atender à pedidos daqueles que não mexem uma palha por si mesmos nem por suas melhoras, antes, esperam que outros façam, descansando em seus sofás ou cadeiras confortáveis, sem assumirem nenhum risco, sem lutarem à seu favor.

Quanta coisa boa teremos para tratar por aqui. E é por isso que lhes convido à acompanhar essa página, também pelas redes sociais que participo, para conversarmos sobre espiritualidade, religião, vida social, sexualidade, assuntos relevantes, além de tudo o que envolva temas empolgantes que gerem uma polêmica positiva aliado à um repensar.

Em todos esses anos que estive em certo destaque passei á ser conhecido como polêmico e supostamente gostar de gerar polêmica. Não contrario os que de mim pensam assim. Mas tá na hora de conversar outras conversas, de maneira descontraída, sem as presas que muitos tem.

Não sou jornalista, nem repórter. Sou blogueiro! E aprendi, desde o inicio do mundo blogger que blogar é expor ideias, pensamentos, conceitos, mesmo correndo o risco de ser contrariado ou contradito por outrem. 

Felizmente, não tenho compromisso com essa ou aquela corrente política. E é por isso que posso "surfar" em todos os lados sem, necessariamente me contaminar por nenhuma dessas linhas. Esse diferencial, claro, me deixa livre, mas incomoda aqueles que estão acostumados à comprar certos blogueiros ou jornalistas para que escrevam sempre bem deles. Não foi à toa que tentaram me matar. Eu sempre denunciei a corrupção do meio político de minha cidade. De alguma forma, tentaram me calar. Tentaram, mas não conseguiram!

Tenho, porém, um compromisso sério com minha consciência e minha forma filosófica, social e espiritual de enxergar o mundo à minha volta. Mas, porém, não esperem de mim uma condição missionária. Isso é frescura de mais, e estou muito longe dessa falsa santidade e missão que alguns dizem estar empossados.

Não tenho obrigação de concordar com tudo ao meu redor, seja por que um líder religioso falou, seja por que alguém diga ter recebido tais palavras da "boca de Deus", ou seja lá o que for. Estou muito longe de acreditar em visões fáceis, dos que dizem-se profetas dos últimos tempos, videntes, etc...

Também, ao tratar de espiritualidade ou religião, não esperem que eu diga amém à tudo o que os outros acreditam. Talvez eu esteja na contramão da correnteza, em se falando de assuntos ligados à igrejas, templos, fé, etc...

Mas, enfim, o que estou preparando é um blog pessoal com publicações diferentes de tudo aquilo que vinha publicando já há alguns anos. Pretendendo, ainda assim, contribuir, de alguma forma com um plano de novos entendimentos, racionalmente falando, no mundo dos blogueiros, com uma pegada espiritualista com o fim de incutir, de alguma forma, momentos para boas discussões.