01 abril 2018

PENSAMENTOS MEUS - Quando você pressente que estão prestes à lhe golpear no momento mais precioso de sua vida.

Durante muitos anos venho observando o mundo e as coisas mudarem à minha volta, ainda que não pareça, mas de maneira que espanta. Não fosse a crença no processo das vidas sucessivas eu sinceramente já estaria louco ante tanta coisa que tem se passado sob minhas vistas. O ser humano, verdadeiramente, é um mundo de descobertas que deve ser estudado, de geração em geração.

Não sou um ser religioso, graças à Deus por isso, e à Jesus que nos legou a frase: "e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará". No entanto, todo conhecimento trás consigo o peso da liberdade e responsabilidade. Ou seja, de uma maneira ou de outra não estamos livres, e estamos ao mesmo tempo. Ser senhor ou senhora de nossas ações nos confere prisões de comportamento, mudanças pensadas de atitudes, entre outras coisas...

Já estamos à caminho de cerca de sete anos que estou de volta à minha terra. Voltei por amar minha cidadezinha e a vida interiorana. Mas, voltar também me trouxe alguns pesos e responsabilidades que calado, tenho suportado.

Fatores mediúnicos e/ou de proximidades espiritualistas tem sido marcados por idas e vindas, traçando novos rumos e destinos.

O ódio dos que odeiam, depois de um tempo, quando não consegue vencer ou derrubar seu adversário traveste-se de bondade para em dado momento puxar o tapete. Quase sempre, para ferir, usa-se pessoas bem próximas das pessoas próximas, enredando-as, vagarosamente, de maneira que haja com o tempo o distanciamento por completo, levando consigo seu bem mair precioso sob o falso argumento de estarem cuidando.

Calado, e impassível, por circunstancias do momento você vê tudo acontecendo, e o tempo passando... eles agindo, e seu braço forte enfraquecido, enfraquecendo.

Só assim você percebe o quanto que pode ser dispensável, tendo servido à certa causa de uma liberdade que não liberta, agraciada pelos deuses nos braços de bela dama.

Hoje, depois de ouvir certas palavras ditas por quem há tempos tem lutado contra meus caminhos, uma luz abriu-se, mostrando que é preciso agir enquanto ainda tenho tempo e posso lutar, do contrário serei obrigado a penar por outros caminhos, sem amores por perto, relegado ao esquecimento.

Minha alma, hoje, abalou ante o que pude entender por essas vozes mesquinhas que teimam por se fazerem ouvidas.

É tempo de mexer, de agir, de não aceitar... muita coisa poderá mudar. 

Quem sabe possa perder... quem sabe possa ganhar... não sei... mas tenho que ferrenhamente tentar e lutar, para ao final saber o que poderá acontecer.