25 abril 2018

A massa de manobra surpreende qualquer pessoa sã por suas "interpretações" do que acontece à sua volta, politicamente falando.

Sempre que você encontrar alguém em algum lugar que trate do bem pelo bem, que faça a coisa certa acontecer, que seja solidário e observe passo à passo as leis de sua cidade, estado ou país, infelizmente também encontrará um outro lado que será contra você ou seus ideais.

Lamentavelmente, encontramos opositores do bem e do progresso, espalhados em todos os cantos do planeta. 


Cada qual com suas razões e seus pontos de vistas, particulares, mas empenhados em manter determinada situação, cômoda as vezes, o que eu chamo de zona de conforto, não desejosos de esforços acima de suas forças, mesmo que para sua comodidade tenham que massacrar a vida de tantos outros que estão bem próximos, numa linha de tempo conhecida como pobreza e miserabilidade.

Vamos encontrar, por exemplo, pastores ou padres que não desejam que os fies de suas congregações estudem outros livros de esclarecimentos sobre o que é ou o que vem à ser religião, com receio de que os mesmos conheçam a verdade e a verdade os liberte do julgo religioso.

Nos partidos políticos, todos, independente das bandeiras de esquerda ou de direita, não veem à ser diferente. Possivelmente, um representante de uma sigla partidária de esquerda pode ter um tanto de conhecimento à repassar aos de direita, mas o preconceito politico e social os impede de abraçar outros conhecimentos, já que é bastante conhecido que há anos nosso país vem sendo governado por políticos de direita que impediram o Brasil de progredir, uns quinhentos anos, enquanto estavam no poder.

Por sua vez, é enorme a distancia que separa os líderes de direita do populismo nacional. Geralmente, partidos direitistas estão mais ligados aos ricos e empresários, que massacrando o povo, em sua grande maioria, não permite que os mesmos tenham conhecimento suficiente, por saberem que á partir do momento que suas mentes assumirem o poder do caminho os rumos de todas as crenças e formas, tendem á seguir uma outra rota.

Estamos, no entanto, em plena época em que a tecnologia está chegando à quase 100% de todos os lares do planeta. Porém, isso não quer dizer que quem a tenha nas palmas de suas mãos tenham responsabilidade o suficiente para mudar sua realidade à sua volta, ainda.

Ainda temos milhões de analfabetos funcionais espalhados por aí, que estão entrando no mundo virtual, desconhecedores de suas realidades, impossíveis mesmo de iniciar, e sequer concluir, uma interpretação de um mero texto que lhes é apresentado.

E isso é lamentável! Tais pessoas, verdadeiras massas de manobra social e política são manejadas de um lado à outro, acreditando piamente que estão fazendo a coisa certa, lutando por "revoluções sociais" sem nunca terem pego uma enxada ou pá, para limpar a grama de suas casas, quintais, ruas, campos, etc...

A massa de manobra surpreende qualquer pessoa sã por suas "interpretações" do que acontece à sua volta, politicamente falando.