22 novembro 2017

Motoristas de Transporte Alternativo consegue barrar portaria que limitava tráfego de Vans e Combis entre os municípios de Maragogi-AL e São José da Coroa Grande-PE.

No dia 31 de Outubro do ano corrente o Superintendente de Transito e Transporte de Maragogi, Aurismar Pereira Cavalcante, responsável pelo SMTT (Superintendência Municipal de Trânsito e Transporte) expediu portaria de número 02/2017 em que "no uso de suas atribuições legais, conferidas pela Lei Municipal nº 430, art 1º, II, de 07 de Abril de 2008 e art 2º, III do decreto nº 25 de 21 de Agosto de 2017", resolveu que as "Vans de Transporte Alternativo, operando do município de Maragogí até Peroba" desembarcariam seus passageiros "em frente da Escola Bíblica, dentro do município de São José da Coroa Grande, com validade à partir do dia 20 de Novembro".

Tal portaria, que não teve tanta divulgação como deveria, surpreendeu motoristas de transportes alternativos, passageiros e ainda, principalmente, moradores das cidades próximas à divisa de Pernambuco com Alagoas.

A Prefeitura de São José da Coroa Grande, tendo à frente o seu gestor, Jaziel Gonsalves Lages (conhecido popularmente como Pel Lajes), por sua vez, expediu decreto como forma de protesto em que proibia a "entrada e trafego de veículos (Transporte coletivo/alternativo, VANS) do Estado de Alagoas, após a divisa do estado de Pernambuco, em especial dos municípios de Maragogi, Peroba, Japaratinga...". Seria uma retaliação à ação descabida da SMTT de Maragogi, que deixaria para a cidade coroense a responsabilidade de acatar a resolução, sem reclamar, ficando ainda responsável pelo abrigo, embarque e desembarque dos transportes e de passageiros, além da segurança e localização destes.

A SMTT de Maragogi não estaria levando em consideração os diversos fatores que a Prefeitura de São José da Coroa Grande enfrentaria no estado Pernambucano para garantir local e seguridade para passageiros e motoristas, da forma imediata, conforme portaria.

Representantes das Associações de Transporte Coletivo/Alternativo que fazem o transporte de Maragogí à Barreiros e de Barreiros à Maragogi, reuniram-se com o superintendente Aurismar Pereira Cavalcante, em busca de uma solução viável para o problema que pegou em cheio cerca de 32 motoristas de VANS.  

Representantes das cooperativas de transportes alternativos
em busca de solução para São José da Coroa Grande-PE e Maragogi-AL.
 

O prefeito de São José da Coroa Grande, Pel Lajes, que já foi cobrador de transporte alternativo neste mesmo seguimento, entendendo que o caso em questão precisava de uma solução, além de um comprometimento sério, resolveu colocar o corpo jurídico da Prefeitura coroense para a resolução do caso à disposição dos representantes das associações de transportes de Maragogi/Barreiros, Barreiros/Maragogi, além de sugerir meios para que tal problema fosse resolvido da melhor maneira possível, já que tinha ele em vista a segurança dos motoristas e passageiros que todos os dias usam destes veículos para irem de um estado a outro.

Após exaustivas reuniões dos representantes das Cooperativas e Associações, assessorados pelos advogados cedidos pela Associação de Transporte Coletivo de Maragogi/Barreiros e pelo corpo jurídico cedido pela Prefeitura de São José da Coroa Grande, além dos argumentos dos motoristas, o Superintendente, Aurimar Pereira Cavalcante, entendeu ter se equivocado, e reconhecendo seu erro, revogou o decreto 02/2017 de 31 de Outubro de 2017, entrando, ambas as cidades em acordo de veiculação normal dos tais transportes até que seja construída uma estação terminal de passageiros, que segundo empenho deverá ser acontecer em parceria com as Associações de Transportes Alternativos próximo ao Posto da Polícia Rodoviária, em Peroba, dando conforto aos motoristas e segurança aos passageiros de ambos os estados, sem uma data definida, ainda. 

A portaria expedida (confira aqui) tinha como principal objetivo moralizar a condição de transporte alternativo, já que é de interesse da Prefeitura de Maragogi municipalizar o transporte coletivo.

Portaria 04/2017 revogando a portaria 02/2017 de 31 de Outubro de 2017.
  
O superintendente, Aurimar Pereira Cavalcante, reconhece que houve equivoco na portaria 02/2017 já que não houve uma previsão ou planejamento de qual maneira a clientela de passageiros seria atendida em seu embarque e desembarque, da forma que fora colocado antes, e de maneira corajosa, revoga sua fala, se comprometendo à revisar todos os passos, equilibrando as medidas de maneira justa para que todos sejam beneficiados de igual modo, sem prejuízos para ambas as partes.

- "Não tenho compromisso com o erro!" afirmou Aurismar Cavalcante, garantindo que todas as medidas serão tomadas para solução aceitável para os dois municípios que fazem divisa com Pernambuco e Alagoas.

Já em São José da Coroa Grande os munícipes que tomaram conhecimento de maneira equivocada e difamatória do caso, em que alguns internautas mau intencionados acusavam o Prefeito Pel Lajes de agir contra o povo, agradecem pela forma compreensível que as coisas foram e estão sendo esclarecidas.

- "Graças á publicação que foi feita no blog do Ed Soares é que entendi aonde tava o problema e que o Prefeito Pel não tinha nada à vê com esse estrago todo" agradece Solange Morais (internauta) que tinha também espalhado a informação errada, conforme antes tinham lhe enviado via aplicativo de redes sociais por alguns "descompromissados com a verdade" conforme ela pontuou, via Whatsapp.

Ao contrário do que acusavam, o Prefeito Pel Lajes, um homem simples e do povo, que já foi cobrador em transporte coletivo/alternativo, esteve a todo momento em busca de medidas para que passageiros e motoristas fossem recebidos ou encaminhados, à partir dos limites da cidade coroense com segurança, respeito e acima de tudo, dignidade, já que ele diz conhecer e não esquecer suas origens.

Para tanto, não mediu esforços, colocando à disposição o corpo jurídico (três advogados) e todo o suporte necessário à disposição dos motoristas de vans, representantes das Associações de Transporte Coletivo Barreiros/Maragogi - Maragogi/Barreiros, defendendo os interesses daqueles que seriam diretamente afetados com a resolução da SMTT de Maragogi-AL.   


Explicações - Pelos próximos dias, possivelmente ainda nessa semana, o superintendente Aurismar Cavalcante estará sendo entrevistado na Rádio Litoral FM e Radio Maragogi FM, em que pretende dar explicações sobre o por quê de sua portaria e quais as soluções encontradas para motoristas e passageiros que usam dos transportes alternativos que trafegam na divisa Pernambuco-Alagoas entre as cidades de São José da Coroa Grande e Maragogi.