23 novembro 2017

Luciano Huck frustra planos da Rede Globo e diz que não será candidato a presidente nas eleições de 2018

Apresentador do programa Caldeirão do Huck, todos os sábados, pela TV Globo, Luciano frustra planos da emissora.
Que as organizações Globo não tem mais à quem apelar, politicamente falando, disso todos nós já sabemos. Que ela, igualmente, tem ojeriza da esquerda, do PT e principalmente de Lula, Dilma e os demais que fazem parte do lado oposto à direita, disso também não temos mais nenhuma dúvida. Assim como também, todos sabemos que ela tem participado dos planos mais escusos contra o povo, em geral, usando a mídia com projetos mais mirabolantes possível, isso é fato incontestável.

Parceira dos planos do PMDB, PSDB, PR, PP, entre outros partidos de direita, no golpe que tirou Dilma Rousseff do cargo de Presidente de nosso país, a Globo tem sido a antagonista dos projetos que trouxeram melhorias para o Brasil em diversos setores de nosso país. Todos nós sabemos que é com a ajuda dela que deixamos de ser um dos países do bloco de primeiro mundo. Chegamos ao ser emergentes, financeira e economicamente, falando.

Com a derrubada de Dilma, com sua ajuda, a Globo teria como foco e exemplo os senhores, Sérgio Moro, juiz de Curitiba, Aécio Neves, mineirinho que revoltou-se por não conseguir ser presidente, Eduardo Cunha que após conseguir o impedimento da ex-presidente foi marcado como um dos principais corruptos recebendo depois de alguns meses condenação de quase 15 anos, além de tentar apresentar Michel Temer como o homem que iria mudar o país, envolvido em atos de corrupção que por duas vezes foi salvo de ser julgado por grupos de deputados, igualmente corruptos como ele e os demais acima citados.

Sendo assim, quem a Globo poderia apontar como pessoa de sua confiança para as eleições de 2018? Tentou apresentar João Dória do PSDB, mas o mesmo mostrou que a sua arrogância sequer o levará à um segundo mandato como Prefeito de São Paulo. Fez ainda um pequeno agrado para Jair Bolsonaro, mas viu que não tem mais como dar mão à, hoje considerado um louco, seguido por páreas como ele. O jeito seria levantar a bandeira para um de seus integrantes de programa de palco e assim, Luciano Huck seria a solução.

O estadão ainda tentou dar uma empurradinha colocando no ar uma notícia 100% falsa (fake news) dizendo, mentirosamente, que ele tava com mais de 60% das intenções de votos e seria "o cara" para as eleições de 2018, apesar de todos verem que quem está à frente em todas as pesquisas é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT.


Depois de tanta enrolação e inverdades que não levou à nada, o apresentador do Caldeirão do Huck usou suas redes sociais e diz, publicamente, que "não tem interesse algum de participar das eleições de 2018", deixando as organizações globo com cara de tacho (como dizia minha mãe), sem ter opção para as eleições do ano que vem.

Não adiantaram em nada tantas mentiras. E o que estamos vendo, dia e noite, é a queda da credibilidade dos (antigos) grande jornais como Estadão, Jornal O Globo, Jornal Nacional e demais órgãos pertencentes direta ou indiretamente às Organizações de Roberto Marinho, perdendo a graça na praça.