01 junho 2017

Prefeitura Municipal de Barreiros demite Clínico Geral, Dr. Camilo Lobo, do quadro de médicos da cidade barreirense.

Drº Camilo Lobo, Clinico Geral, foi demitido do quadro de São José da Coroa Grande e no dia 31, final do mês de Maio, foi demitido, em menos de um mês, do quadro de funcionários da Prefeitura de Barreiros.
Há pouco menos de um mês atrás publiquei aqui neste blog que o Drº Camilo Lobo, Clínico Geral, foi desligado do quadro de funcionários da Prefeitura Municipal de São José da Coroa Grande. Desde o mês passado até o exato dia de hoje não sabemos quais são ou quais foram os motivos que levaram o atual Prefeito Jaziel Lajes, conhecido popularmente como Pel, à aceitar a demissão do Profissional de Saúde da cidade coroense.

No inicio do mês passado eu publiquei que prefeitura de São José da Coroa Grande demite Clínico Geral, Drº Camilo Lobo. Coroenses poderão protestar!
Prefeitura de São José da Coroa Grande demite Clínico Geral, Drº Camilo Lobo. Coroenses poderão protestar!
Lembro de alguns comentários contrários. Teve até quem dissesse ser uma possível mentira por parte do blogueiro a tal postagem. No entanto, no dia imediato à minha postagem o mesmo médico, me redes sociais fala de sua demissão, confirmando o que tinha sido publicado no blog, por mim.
Em nota, Drº Camilo Lobo fala sobre sua demissão e agradece o carinho recebido dos coroenses.
Mais uma vez as críticas aconteceram por parte daqueles que rodeiam o atual prefeito coroense e tentaram tirar o foco da informação dizendo que o médico Camilo Lobo teria sido demitido por que, supostamente, estava fazendo trabalho de campanha antecipada para o genro de ex-prefeito de Barreiros, Cristiano, que é casado com filha do ex-prefeito e atual chefe de gabinete de Barreiros, João Baleia.

Ontem, no entanto, fomos informados por pessoas confiáveis, de que o mesmo Drº Camilo Lobo que foi demitido da Prefeitura de São José da Coroa Grande foi, também, demitido do quadro de médicos da Prefeitura Municipal de Barreiros.

Haviam alguns especuladores que diziam que o médico teria sido demitido em São José por "fazer parte do grupo de João Baleia e estaria fazendo trabalhos por baixo dos panos para os que hoje compõem a administração pública de Barreiros". Mas se ele estava atuando para o grupo de Barreiros, por que também lhe demitiram da cidade barreirense?

Fica, então, uma lacuna em meio à essas duas demissões, bem como, surgem algumas perguntas que merecem, pelo menos, respostas.

- O que acontece para que este médico receba em menos de um mês duas demissões por parte dos administradores das cidades de São José da Coroa Grande e Barreiros?

- Se, como disseram, ele estava fazendo trabalhos por baixo dos panos para o grupo de João Baleia, em São José, o que teria enciumado a equipe administrativa de Pel Lajes, então como é que ele não foi brindado em Barreiros, sendo demitido, também, na cidade vizinha à coroense?

- Qual o problema real em torno deste profissional de medicina que medicava nestas duas cidades?

- É algo pessoal, político, ou demissão por justa causa? 

- Neste caso, se por justa causa, qual seriam estas razões para a exclusão de seu nome do quadro de funcionários destas duas cidades? 

- O que tem este médico, afinal de contas, que parece incomodar tanto os políticos eleitos das cidades de São José da Coroa Grande e de Barreiros?