18 maio 2017

FORA TEMER - ELEIÇÕES DIRETAS JÁ!


Nós  negros e  negras,  militantes do MNU, diante da Reportagem do jornal O Globo que  relata  a existência de uma gravação, em que o  presidente Michel Temer dá o  aval à compra do silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha,  material da delação premiada realizada por Joesley Batista, um dos controladores do frigorífico JBS, Manifestamos  total repúdio a obstrução de Justiça praticada pelo presidente Michel Temer e do recebimento de dinheiro por parte do presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), e do senador Zezé Perrella (PMDB-MG).

Este fato nos mostra o quanto foi ardiloso o golpe parlamentar  que cassou a Presidenta Dilma Rousseff e como as forças mais conservadoras e antidemocráticas do país,  auxiliadas pela grande mídia, criou a partir de motivações político-partidária, o golpe, objetivado numa declaração de impeachment, insustentável do ponto de vista jurídico.

Reafirmamos a ilegitimidade do governo golpista Michel Temer, e das ações de seus ministros, envolvidos e denunciados em diversos processos por irregularidades administrativas, corrupção e violação dos direitos humanos.

Reafirmamos nossa luta, por nenhum direito a menos, contra   a política de desmontagem dos programas social que põe em risco à democracia brasileira e aos direitos fundamentais da sociedade civil, atingido aos mais pobres e consequentemente a população negra.

Denunciamos a desvalorização das ações e programas desenvolvidos pelo Ministério das Mulheres, e da secretaria especial da Igualdade Racial, transformadas em apêndices de outro ministério.

Exigimos as retomadas dos projetos Educação para todos, Direito universal à Saúde e reiteramos a defesa da laicidade, da ecologia, dos direitos dos povos indígenas e quilombolas

Denunciamos o sucateamento do programa Minha Casa Minha Vida, do Bolsa Família, dos investimentos em Ciência e Tecnologia.

Denunciamos a omissão na implantação das políticas afirmativas, permitindo as fraudes nas cotas das Universidades, e nos concursos públicos federais.

Denunciamos a reforma trabalhista que retira o direito dos trabalhadores e da previdência social que afasta possiblidade de uma aposentadoria digna.

Condenamos o uso da violência policial na repressão aos protestos contra este Governo ilegítimo que desconhece a importância de respeitar aos Direitos Humanos Universais, que por isso promove o genocídio dos jovens negros nas periferias dos grandes centros.

Nesta hora em que a nossa democracia sofre mais um ataque, são gravíssimos os fatos denunciados, EXIGIMOS que o STF e a PGR tornem públicas, o inteiro teor dessas gravações, que seja determinada uma celeridade para a apuração desses fatos e que faça valer a justiça, com a mesma determinação que se faz quando é para criminalizar um cidadão negro ou negra, afinal “a justiça vale para todos independente do cargo que ocupa ou que tenha ocupado.”

EXIGIMOS o fim deste governo ilegítimo, a abertura do processo de impeachment de Temer e a sua condenação.

EXIGIMOS   eleições diretas JÁ!!

Nós negros e negras do MNU, reafirmamos nosso compromisso pela construção de uma sociedade justa e igualitária.

 MOVIMENTO NEGRO UNIFICADO

REAJA A VIOLÊNCIA RACIAL