10 setembro 2016

Carlos Santana é denunciado sobre possível irregularidade em compra de merenda escolar, no Município de Ipojuca.

Carlos Santana (PSDB)
O candidato á Prefeito, na cidade de Ipojuca, Arlindo Capini, conhecido popularmente como Gaúcho (PRB), entrou com pedido de investigação na Procuradoria Regional da República, em Recife, pedindo àquele órgão investigação sobre possível irregularidade na compra de merenda pública sob a gestão do atual Prefeito e candidato, em busca de reeleição, Carlos Santana (PSDB).

Gaúcho fez um levantamento de número de alunos da rede municipal de ensino de Ipojuca, comparando-a com a cidade de Cabo de Santo Agostinho, encontrando disparate de valores aplicados em compra de merenda escolar.


"De acordo com dados do IBGE relativos ao ano de 2015, o Município de Ipojuca-PE possuía 15.121 alunos matriculados  na rede pública municipal de ensino, sendo 1.973 na pré-escola e 13.148 no ensino fundamental" informa Gaúcho em documento, conforme pode ser observada cópia nesta postagem.

Já no município de Cabo de Santo Agostinho, no mesmo ano, possuía 26.264 alunos matriculados na rede pública de ensino, sendo 3.187 na pré-escola e 23.077 no ensino fundamental, diz o documento encaminhado à Procuradoria.

O candidato à Prefeito informa que os gastos com aquisição de merenda escolar da cidade de Ipojuca supera, desproporcionalmente, com os gastos na cidade do Cabo de Santo Agostinho.

"O município de Ipojuca empenhou em 2016, R$ 15.081.451,80 para pagamento ao fornecedor CASA DE FARINHA LTDA, referente à aquisição de merenda escolar. Enquanto isso, no município de Cabo de Santo Agostinho, empenhou à favor do mesmo fornecedor R$ 9.770.794,28 referente à aquisição de merenda escolar". Diz documento.

O candidato á Prefeito solicita investigação por suspeitar de super faturamento na compra de merenda escolar no Município de Ipojuca, sob a administração de Carlos José Santana.

O pedido foi entregue neste dia 09 de Setembro de 2016 à Procuradoria da República, em Recife.
Candidato à Prefeito Gaúcho (PRB) em frente à Procuradoria Regional da República.