20 março 2018

Se Direitos Humanos protege bandidos, como dizem de Marielle Franco, então quais eram os bandidos protegidos pelo Pastor Marco Feliciano?

Depois da morte da Vereadora Marielle Franco, na semana passada, dia 14, que era uma das integrantes e lutadora dos direitos humanos no Rio de Janeiro, conforme seu currículo, várias pessoas, principalmente de direita, em especial muitos integrantes de congregações evangélicas passaram à encher as redes sociais como o Twitter, Facebook, Whatsapp, Instagram, entre tantas outras, só para citar as mais famosas, espalhando uma das frases mais conhecidas por quem desconhece o que vem à ser direitos humanos ou simplesmente, por um ódio facista de um grupo de direita contra o grupo de esquerda, dizendo que "os direitos humanos só protege bandidos".


Segundo suas falas, em referindo-se á Vereadora executada no Rio de Janeiro, Marielle protegia bandidos, lutava contra policiais, dando à entender que a mesma era contra a ordem, a PM, só e simplesmente.

Ainda chegaram e ainda estão espalhando falsos dizeres de que a Vereadora em questão teria tido um filho aos 16 anos e que já teria sido casada com um dos traficantes das favelas do Rio de Janeiro. Em outras falas, ainda tem a acusação de que a mesma só conseguiu ser eleita com a ajuda do Comando Vermelho.

Há ainda a falsa informação de que "só bandidos eram ajudados por Marielle". Mesmo já tendo sido mostrado em diversos tablóides de mídias tradicionais ou alternativas, que a vereadora tinha papel importante salvando, ajudando e orientando famílias de policiais que foram mortos em serviço ou fora de serviço, dando o suporte necessário ás famílias das vítimas, que não recebiam apoio do estado.

Mesmo com todos os sites, blogs, vlogs, e páginas informando e esclarecendo tudo à quem de verdade queira se interessar ainda tem os "senhores e senhoras da razão" que afirmam que tudo o que tentam falar sobre a legisladora que foi morta, não passa de mentiras para "mascarar" quem era ela, uma defensora de bandidos, uma criminosa, etc... Para eles o que mais pesa é o fato de Marielle ter sido uma das integrantes dos direitos humanos. Segundo seus conceitos, só por isso, ela merecia morrer como morreu.

No ano de 2013, por questões políticas, o Pastor e Deputado Federal Marco Feliciano foi empossado e elevado ao cargo da Comissão de Direitos Humanos. Naquele ano, uma aglomeração de pessoas posicionaram-se contra tal ato já que o mesmo, de maneira alguma tinha o perfil para ocupar aquela cadeira. 


"Estaremos aqui dentro dessa comissão defendendo os direitos de fato, de todos os seres humanos que hoje são desprivilegiados, não tem vez e não tem voz" Marco Feliciano dia 07 de Março de 2013, quando foi eleito Presidente da Comissão dos Direitos Humanos 
Nesse meio tempo, protestantes (os que se dizem evangélicos não gostam de serem chamados como de fato são) revoltaram-se contra aqueles que se colocavam contra a posse de Marco Feliciano à pasta da Comissão de Direitos Humanos. Diziam que Feliciano lhes representaria, e que acreditavam que o "homem de Deus" tinha o perfil certo, ideal, para aquela pasta.

Ao contrário do que tentavam alegar o Pastor e Deputado, já tinha feito diversas citações que incitavam ao ódio contra homossexuais, negros (ele afirmou em uma de suas pregações que os negros são descendentes do diabo, e dizia provar na Bíblia dele isso) além de outras citações descabidas.
"os manifestontos são figurinhas garimbadas... são os mesmos que protegem bandidos..." Marco Feliciano dia 16 de Março de 2018, referindo-se à manifestantes que clamavam por justiça no parlamento pela morte da vereadora que lutava por Direitos Humanos.
Felizmente seu cargo não se sustentou, e depois de muita luta, nas redes sociais ou fora dela, conseguiram tomar a Comissão de Direitos Humanos, que não lhe pertencia por direito.

Atualmente, Marco Feliciano, após a morte de Marielle Franco, vem ás redes sociais, à partir de seu canal no Youtube dizer que "os manifestontos são figurinhas garimbadas... são os mesmos que protegem bandidos..." entre outras baboseiras, referindo-se à um grupo que foi ao plenário, gritar sua dor pela perda da Vereadora executada à tiros por atuar na pasta dos Direitos Humanos.

Ora, afinal de contas, se Direitos Humanos protege bandidos e quem trabalha nessa pasta tem apenas essa função, como afirmam alguns religiosos, alguns grupos de direita e o Pastor Marco Feliciano, em vídeo, queremos saber quais eram os bandidos que o Deputado defendia, estava defendendo ou queria defender quando assumiu e queria de qualquer jeito e à todo custo manter-se como PRESIDENTE DA COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS?