20 março 2018

Festa do Padroeiro de São José da Coroa Grande virou palco para pré-candidatos oportunistas aparecerem

Todo ano de política, nos meses que antecedem à corrida eleitoral é sempre a mesma coisa. Os mesmos espetáculos de todos os anos. Quando é disputa municipal os interessados no poder, pegam seus deputados e governadores eleitos e arrastam-os para os lugares de evidência, de maneira à passar a ideia de que estão ladeados com os "poderosos" da politica em busca de votos para os cargos de vereadores ou prefeitos.

Quando é ano de corrida eleitoral para os cargos de Deputados, Governadores, Senadores, Presidentes, estes vão em busca de representantes nos municípios, e aonde acontecer uma festa que seja possível eles apareceram, correm para lá, para supostamente prestigiar o evento, usando essa desculpa para dizerem-se populares, amigos do povo, etc... e o pior é que ainda há gente que cai nesse conto de fadas ás avessas: "olha, fulano de tal, deputado, X ou Y, tão chegando em nossa cidade, veio nos prestigiar"...


Com a Festa de São José, Padroeiro da cidade praieira de São José da Coroa Grande, interior do estado pernambucano, litoral sul de Pernambuco, não aconteceu diferente.

No dia de ontem, boa parte da banda podre da política estadual acorreram para aquele município, sob a desculpa de estarem prestigiando a festa do santo católico.


Posicionados á frente do povo, e as vezes à frente da imagem do padroeiro para aparecerem bem nas fotos, grupos ligados ao PSDB, PSB, PDT, PP, sorriam, mecânica e cinicamente para os coroenses, tentando passar a ideia de bons moços.

A festa do Santo Católico, parecia mais palanque para políticos oportunistas que adoram aparecer, principalmente em ano político.


Políticos da cidade de Barreiros, que adoram fazer essas ceninhas cínicas não perderam tempo e levaram à tira-colo seus deputados que estão em busca de reeleição em 2018, como à dizer que quem era importante, ontem, na cidade eram os políticos, verdadeiras raças de víboras, e não a imagem do padroeiro, que naquele momento, devia ser reverenciado por eles e pelos demais.