26 julho 2017

Qual o futuro do ofício de Professor? Por MARCO LEVINO

Professora Marcos Levino (Imagem e texto extraídos de seu perfil no Facebook)
Professor - Aquele que professa ou ensina uma ciência, uma arte, uma técnica, uma disciplina; mestre.
Começamos falando da função básica especificamente do trabalho do professor. Que são: competência técnica e competência relacional. O ofício de professor, por ser a peça fundamental no processo de desenvolvimento humano em todos os aspectos, principalmente, ensino-aprendizagem. Contudo, ser professor em nosso país que vem sucateando a educação não é nada fácil. O professor enfrenta ao mesmo tempo uma remuneração vergonhosa, assédio moral, por parte na maioria das vezes de uma gestão hipócrita e uma gestão governamental medíocre, uma estrutura de formação continuada que não permite uma atualização condizente da sua profissão, que tornem possível a aquisição e atualização de conhecimentos, que sejam úteis no contexto escolar, diário para o repasse a seus discentes entre outros aspectos.

O ofício professor além cumprir as funções de responsabilidade pelo desenvolvimento humano, para tal responsabilidade é necessário um cumprimento e respeito por parte de toda a sociedade e principalmente do sistema governamental para que juntos possamos, talvez solucionar grande parte das mazelas de uma sociedade refém de um sistema putrefato – o qual faço parte, mas não comungo.

A importância do contributo do professor é inegável em todos os discursos. Platão, filósofo grego já alertava para a importância do papel do professor na formação do cidadão. Assim, não podemos ter um Brasil desenvolvido, ético, um mundo melhor, sem que a sociedade de modo geral não visualize de fato a importância desse profissional que é formar cidadãos.

Dentre muitas dificuldades enfrentadas pelos professores, além das relatadas, temos a vergonha salarial do professor. Tornando o ofício cada vez mais raro. Considerado por muitos, loucura querer ser professor hoje, em um país em que o outro tem somente direito e nós professores somente deveres. Pra isso devemos ficar alerta para o projeto de lei ESCOLA SEM PARTIDO – Lei que quer colocar uma mordaça nos professores – estaremos andando para trás. As dificuldades que os professores enfrentam é motivo mais que suficiente, para que estudantes desistam na hora de escolher o OFÍCIO DE PROFESSOR. Contudo, já estamos visualizando que para ministrar aulas não é mais preciso ter um curso em licenciatura, Tornando assim, em breve, uma profissão ameaçada de extinção.

Texto e imagem extraídos do perfil pessoal do Professor 
Marcos Levino no Facebook.