18 março 2019

Governo do Estado dá sequência à fechamento do Hospital Colônia de Barreiros e pacientes estão sendo removidos praticamente às escondidas sem que se saiba para onde.

Hospital Colônia Dr. Vicente Gomes de Matos
Já conta mais de quatro anos que a cidade de Barreiros está sendo gradativamente avisada que o atendimento do Hospital Colônia Vicente Gomes de Mattos poderá fechar suas portas à qualquer momento. O governo do estado vê como gasto demasiado cuidar de pacientes psiquiátricos que há anos são atendidos naquela instituição.

Desde o ano passado os funcionários já foram alertados que o prazo para o fechamento está cada dia mais próximo. E como infelizmente ninguém faz nada, poucos se movem à favor dos pacientes naquele local, o "projeto" de fechamento do Hospital Colônia vem sendo executado.

Na manhã de hoje uma equipe do SUS, vinda de Recife, praticamente sem conhecimento dos funcionários, estiveram com o ônibus, devidamente equipados, e tiraram daquela instituição alguns pacientes, praticamente como se os mesmos estivessem sendo "roubados".

Não se sabe para onde os pacientes foram removidos e nem por qual motivo. Nada disseram. Simplesmente entraram, pegaram os pacientes e foram embora. Pelo menos isso é o que nos informa um dos funcionários, o senhor Ariberto Ferreira, em sua conta no Facebook.

Em vídeo ele conta que os pacientes estão sendo removidos e reafirma a condição de fechamento do Hospital Colônia. Essa por sinal, não é a primeira vez que esse cidadão tem usado suas redes sociais para alertar o que está acontecendo naquela instituição.

Infelizmente, o poder público que podia tomar partido, nada estão fazendo. Não há uma ação positiva nem mesmo uma fala sobre o que está acontecendo.

Em Barreiros, sob o comando de Paulo Câmara, governador de Pernambuco, já tivemos o fechamento de outros prédios importantes em nossa cidade como o Matadouro, a GRE Barreiros, o Posto de Fiscalização e agora, seguindo o plano de destruição das instituições, encontra-se o Hospital Colônia prestes á fechar suas portas.