12 fevereiro 2019

Barragem de Serro Azul, em Palmares, apresenta fissura de até cinco centímetros e deixa populares preocupados.

Todos os pernambucanos estão sob alerta com as atuais condições das barragens que estão sendo apontadas com possibilidade de risco de rompimento. Segundo especialistas, há sim, perigo, como foi publicado dia 31 de Janeiro na Folha PE. (Consulte aquiPorém, por parte do governo do estado, em nota publicada, depois da Confederação Nacional de Municípios (CNM), a Secretaria de Infraestrutura, diz que não há com o que se preocupar. 

No entanto, moradores da região de Serro Azul, em Palmares, além das mídias alternativas estão preocupados e vem apresentando novas evidências de que há riscos, sim, de rompimento na Barragem de Serro Azul, em Palmares.

Algumas imagens que estão sendo jogadas online, estão mostrando que há fissuras no paredão da Barragem de Serro Azul, com possibilidade de aumento da mesma. O que é preocupante! Pede-se providências e por parte das autoridades competentes e averiguação sobre tal possibilidade de ameaças á vidas que moram abaixo dessa barragem em especial.

Após as falas do Governo do Estado, que diziam não haver maiores preocupações, Jornalistas, Blogueiros e outros foram à Palmares e registraram imagens que desmentiam as falas de representantes das autoridades constituídas.

Barragem de Serro Azul, com uma fissura de cerca de cinco centímetros, na parte lateral superior do paredão (Imagem Eguinaldo Silva em 05 de Fevereiro de 2019).

Estas imagens que trago acima publicação, embora tirada com certa distancia, mostra uma fissura no paredão com cerca de 5 centímetros, segundo o fotógrafo amador, Eguinaldo Silvaque registou essas fotos, nelas que foi identificada uma fissura, no lado direito do paredão, que segundo os moradores próximos informaram foi aberta há cerca de dois ou três meses.

Essa abertura começou à aparecer e que ainda não foi identificada pelas autoridades que dizem estar vistoriando a Barragem de Serro Azul.

Nas redes sociais, alguns videos estão sendo exibidos dando conta de outras aberturas, que anda que sejam mínimas, preciso se faz que os técnicos e especialistas averiguem com toda atenção precisa e deem respostas convincentes à população.

No dia 03 de Fevereiro logo após a nota da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos expedir nota avisando que "não havia riscos", o repórter Antonio do Rêgo trouxe uma reportagem exclusiva com falas de moradores daquela região, alertando populares em detrimento das falas do Governo do Estado.


Nessa imagem acima, marcada de amarelo e vermelho, é aonde está aberta uma fissura, que segundo moradores próximos, mede-se cerca de 5 centímetros, que passou à ser vista à cerca de dois meses.

Segundo nota publicada no dia 31 de Janeiro por Fernandha Batista, responsável pela Secretaria Estadual de Infraestrutura e Recursos Hídricos dos 442 reservatórios existentes no Estado, 283 são administrados pelo governo do Estado e o restante é de responsabilidade do governo federal (Dnocs e Codevasf), de prefeituras e de particulares. Todos são fiscalizados pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac).

De acordo com ela, 70% das barragens são consideradas de pequeno porte porque a capacidade de armazenamento d’água está abaixo de 3 milhões de metros cúbicos.

Entre os reservatórios de grande porte ela destaca Serro Azul e Jucazinho. Concluído em 2015, Serro Azul fica em Palmares, na Mata Sul, e tem capacidade para 303,12 milhões de metros cúbicos de água, mas o nível atual chega a 136.083.600 metros cúbicos, o que corresponde a 45% da acumulação total. Localizado em Surubim, no Agreste, Jucazinho tem capacidade para até 327.035.818 metros cúbicos e hoje armazena 10.379.495 metros cúbicos, o equivalente a 3% do total.

A preocupação maior dos moradores das cidades que ficam abaixo da Barragem de Serro Azul é que não aconteça em nossa região o que aconteceu com Brumadinho, que o governo de Minas dizia não haver riscos, mesmo sendo alertados por blogueiros e jornalistas independentes daquele estado, fingiam que nada estava acontecendo.