06 setembro 2018

Paulo Câmara e Armando Monteiro disputam rejeição de eleitores para governo do estado.

O cenário pernambucano ainda está sem opção para os candidatos ao governo. Por mais aceitação ou pouco crescimento que os candidatos tenham, há que se contar com os números de rejeição.

Afinal de contas, são os votos brancos e nulos que devem ser conquistados, e pelo visto a coisa não está muito boa para os principais nomes da disputa eleitoral ao cargo de governo.


Paulo Câmara que contava em agosto, segundo pesquisa encomendada pelo Jornal do Comércio, Ibope e Rede Globo com 27% teve um crescimento 6% percentuais, e hoje está com 33%.

Já Armando Monteiro, que em agosto tinha recebido 21% conquistou meros 3%, chegando à 24% das intenções de votos.

Os demais candidatos, conforme imagem acima patinam abaixo dos 3% em pesquisa anterior e atual.

Mas, o que chama bastante atenção é o número de rejeição que ainda assusta os candidatos. Embora o quadro tenha dado uma "melhoradinha", ainda assim, é preocupante o numero de votos nulos e brancos, apontados pelo IBOPE.

Em agosto votos brancos e nulos chegavam à 32%, segundo o levantamento divulgado neste dia 05 de setembro, o índice chega à 24%.