17 setembro 2016

Candidato Edmilson Silva declara-se "comprado pelo grupo do PDT" ao gravar um vídeo em que acusa a sua mãe de ter se vendido por 20 reais ao candidato de sua própria coligação.


O jogo do compra, compra e do empurra, empurra está demais. E o desespero está mais do que visível na cara daqueles que dia e noite tentam de alguma forma manchar a candidatura de Beto da Sensação que vem crescendo na cidade de Barreiros em aceitação popular. Fazendo uma política transparente e com uma visão totalmente contrária àqueles que fazem o jogo sujo da política velha.

No meio desse campo da política suja, muitos se vendem, vergonhosamente, deixando por uma longa data a marca terrível em cima de si, de maneira escandalosa.

É o caso do candidato à vereador, Edmilson Silva, ex-locutor da Rádio Litoral FM, filiado do Partido da República Brasileira, que está à procura de uma das vagas na Câmara de Vereadores de Barreiros, fazendo parte da coligação UNIDOS POR UMA MUDANÇA DE VERDADE, cujos partidos são PTB / PR / PMB / PSDB / PT / PTN / PT do B/ PRB.

Edmilson Silva, que deveria estar fazendo campanha pedindo voto para seu candidato à Prefeito, resolveu atender às necessidades de seu bolso, e passou à apoiar a equipe de João Baleia, dando sinais claros de ter se vendido à coligação do PDT. 

Edmilson não veste mais a camisa e nem as cores do partido, e desde que foi "agraciado" por João Baleia e sua equipe, passou á fazer um jogo duplo em que diz que é da coligação do 14 mas pede voto para o 12. O que já representa por isso mesmo um caso claro de alguém vendido, podendo ainda ser visto e apontado como infidelidade partidária.

Neste último dia 16 de Setembro, uma equipe do grupo do 14 esteve em casa de uma eleitora, no Bairro da Santa Gorete, e uma senhora pediu para que eles, por favor, retirassem as imagens que estavam fixadas do ex-prefeito de Barreiros, João Baleia, e colocassem do candidato Beto da Sensação, mas que mantivesse as do filho dela, que está candidato à vereador. Dois militantes, atenderam ao pedido e retirou, inclusive gravando para não terem dúvidas, conforme pode-se ver em vídeo.



Por algum motivo, certamente financeiro, na noite do mesmo dia, Edmilson Silva, filho da senhora em questão, e candidato à vereador pelo lado de Beto da Sensação, foi com a equipe do ex-prefeito João Baleia, e dando sinais de que estava sendo forçado, grava um vídeo, um tanto nervoso, gaguejando, acusando Beto de ter tentado comprar a mãe dele, por meros R$ 20,00 (vinte reais).

De maneira infantil, e certamente impensada, sendo levado pelo grupo de Elimário/João Baleia, ele tira uma nota de R$ 20,00 do próprio bolso e diz que o dinheiro teria sido ofertado por Beto à mãe dele, conforme o vídeo que pode ser conferido abaixo.



O ridículo da situação é que Edmilson Silva, que faz parte, ou pelo menos deveria fazer parte do grupo do 14, deu sinais claros de que certamente foi comprado pelo grupo do 12, para, além de estar fazendo campanha para quem deveria ser seu adversário político, ainda cometer gafes como estas, em redes sociais.

Acusar a própria mãe de ter "se vendido por meros vinte reais", e ainda mostrar que não é fiél à seu próprio grupo, declarando assim, à todos, que não é um cidadão confiável, em quaisquer esferas.

Antes de ter pulado, como pulou para o grupo do 12, Edmilson Silva, era "fechadinho" com o grupo do 40, que pulou para o 12, e depois voltou para o 40, e mesmo tendo fechado sua candidatura com a turma do 14, voltou à fazer negócios escusos, com a chapa do 12, num jogo infame de traição partidária.

Se denunciado pela equipe jurídica de Beto da Sensação, Edmilson Silva poderá sofrer processo por calúnia e difamação, além de correr o risco de perder sua candidatura ao cargo de vereador, por crime de infidelidade partidária.