08 agosto 2016

Alunos sendo obrigados à estudar em escola sem iluminação, sem água e sem merenda, na Massa Falida, em Barreiros.

Escola Municipal Luiz Brito Bezerra de Melo, na Massa Falida (Foto Ed Soares)
Estudantes da Escola Municipal Luiz Brito Bezerra de Melo, atualmente situada no Bairro Massa Falida, estão reclamando de um verdadeiro descaso com a educação barreirense. Segundo os alunos, que foram recambiados para aquela localidade, tem faltado de tudo na instituição que nem terminou de ser construída e já tem alunos. Tá faltando merenda, água e luz.

Segundo os estudantes, no horário da manhã eles sofrem com o calor, e com intensa sede. Na escola não tem iluminação e nem água encanada. Até o exato momento, a CELPE, não teria concluído a instalação de energia elétrica em no prédio.
Iluminação não está concluída, e ainda assim, as aulas estão acontecendo.
A cozinha do prédio está parada, já que a geladeira ou freezer não pode ser usado, além de outros equipamentos eletrônicos pela mesma razão.

Falta também água, já que a Prefeitura não contactou a COMPESA para que este item, importante em qualquer prédio, seja instalado.

Tanto por falta de energia ou por falta de água, a merenda não pode ser guardada e nem preparada, e os alunos de manhã ou da tarde tem que largar mais cedo. Os do horário da manhã estão sendo mandados para casa por volta das 10 horas, já que a escola não poderá servir merenda, até que tais problemas sejam resolvidos.

Á noite o problema é ainda pior, não pode de maneira alguma haver expediente. O prédio fica às escuras.

A Prefeitura e a Secretaria de Educação, neste ponto, se aproveitando de período político, pegou os alunos que estavam atuando no Salão Paroquial (para não pagar o que devem à Igreja Católica) e recambiou os estudantes para o Bairro Massa Falida, impensada e irresponsavelmente, tratando-os praticamente, como um produto qualquer.

Lamentavelmente, os alunos que agora estão lotados nesta escola perdendo dias de aulas, podendo ser prejudicados em ano letivo.

Os moradores do local, pais de alunos e até professores, dizem-se indignados e sem saberem o que fazer com este descaso.

Alunos estudando antes mesmo da conclusão das obras do prédio.
- "O certo seria a Prefeitura e a Secretaria de Educação esperarem as obras serem concluídas e esperar que seja concluído também o ano letivo, para mudarem os alunos para aquele local. Mas, por conta das politicagens e como o Prefeito quer aparecer, trata a gente dessa forma desumana. Os alunos aqui estão sendo obrigados à virem para a escola que não tem água, não tem luz, não tem segurança, e ainda por cima, não tem nem mesmo merenda". Afirmou Ana Maria Sobrinho, moradora do local e mãe de aluno.