29 março 2016

Prefeito e pré candidatos de Barreiros utilizaram a Semana Santa para distribuição de dinheiro, peixes e ovos de páscoa, pensando nas eleições de 2016.

Semana Santa é uma tradição religiosa católica que celebra a Paixão, a Morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Ela se inicia no Domingo de Ramos, que relembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém e termina com a ressurreição de Jesus, que ocorre no domingo de Páscoa.

Uma das datas importantíssima para o movimento Católico em que algumas pessoas tendem à ser, pelo menos segundo a regra, mais religiosas e afeitas à prática da caridade.

Durante os anos de 2013, 2014 e 2015 para os cristãos das duas maiores religiões, Protestantes e Católicos, de Barreiros as ações de caridade foram praticamente nenhuma. E, em se tratando de atos relacionados aos homens públicos nenhuma movimentação fora feita neste quesito. Claro que temos que contar que estes anos citados acima não eram interessante, para as pessoas de João Baleia, Elimário, Carlinhos da Pedreira e demais outros.

No entanto, como estamos em ano político para as candidaturas de Vereadores e Prefeito, os candidatos e pré-candidatos, estão aproveitando-se deste período para fingirem-se caridosos, usando, por exemplo, a semana santa para "manifestar-se" homens e mulheres de bem, quando as intenções politiqueiras está em jogo.

Assim, vamos encontrar pelas ruas de Barreiros, em diversos bairros, o atual Prefeito, Carlinhos da Pedreira(PSB), que entrou em alguns bairros mais carentes, como foi o caso da Santa Gorete, à distribuir notas de 20 e 50 reais em diversas casas, naquela localidade, pouco visitada pelos políticos, repetindo o mesmo "gesto de bondade" de ano político, repassando valores amoedados em alguns locais como o Bairro dos Lotes e parte da Barragem. Até alguns mototaxistas receberam notas de 20 reais, cada, como um suposto presente caridoso do gestor, que em anos anteriores usou de total esquecimento e opressão para os barreirenses.

Para o fechamento da Semana Santa até distribuição de ovos de páscoa fora feita às crianças, por ser, repito, ano de campanha, e o mesmo está preocupado em certamente perder o cargo para qualquer outro. Dizem que o maior medo de Carlinhos é perder a vaga de Prefeito para o comerciante Beto da Sensação, já que o mesmo tem pregado a política do bom senso, sem a compra de votos e nem pessoas.

Elimário, possível vice de João Baleia, que por sinal não pode por lei ser candidato, apesar de dizer que tem uma "liminar da justiça" que lhe outorgaria o direito, também distribuiu para algumas pessoas de sua lista, peixes, ação pública por sinal, que a gestão de Carlinhos da Pedreira cortou, assim que assumiu.

Sendo assim, sem precisar me alongar além do que já o fiz, os nomes políticos, acostumados à fazer politicagem, zombando da miserabilidade e da situação do povo barreirense, usaram da semana santa para tentar aparecer com atos de bondade numa ação de profissionalismo politico, com vistas aos votos de 2016 para cargos de Vereadores e Prefeito.

No entanto, o povo manda um recado: "eles acham que acreditamos, como nossos pais acreditavam em tempos idos, nestas bondades de última hora. Daqui á poucos meses, daremos o troco!"