10 setembro 2015

Secretário de Obras, Leonardo Torres, é exonerado do cargo.

O governo municipal de Barreiros, sob a administração de Carlinhos da Pedreira e seu irmão e vice, Léo da Pedreira, em menos de três anos de mantado tem feito verdadeiras lambanças na Prefeitura, administrativamente falando.

Esta é a primeira gestão municipal em nossa cidade que tem feito rodízio de secretariado. Nunca na história de nossa cidade soubemos de tantas trocas de secretários, como na história de administração atual, sob os cuidados de Carlinhos e Léo.

Na Secretaria de Educação, quando os irmãos Carlinhos e Léo assumiram, quem primeiramente foi empossada para o cargo de secretária foi Marilu Lamour. Por capricho e atendendo à pedidos da mãe dos prefeitos, o cargo foi trocado e cedido para Rosemere Medeiros, que no inicio deste ano recebeu carta de exoneração. Hoje quem está no cargo é Adjane Tenório que tem pego trancos e barrancos para gerir uma pasta bastante complicada por diversos motivos, que não vale à pena citar agora.

Na Secretaria de Turismo, quem estava à frente desde o inicio era Michelle Bello que no inicio deste ano foi exonerada do cargo, e quem assumiu esta pasta, por imposição da mãe dos prefeitos, desde então, foi o conhecido Guto da Farmácia, que na mudança, até então, nada de novo aconteceu, podendo ser considerada a troca de seis por meia dúzia.

Na Secretaria de Agricultura quem era o secretário era Marco Ferreira, mas que no mês de fevereiro recebeu carta de exoneração, sendo esta repassada para o conhecido João Neneca, que por não sentir-se bem no cargo resolve entregar por falta de espaço, já que segundo ele, estava numa secretaria que não tinha autonomia para atuar. Hoje, esta pasta se encontra nas mãos do ex-vereador Marcelo Laet. atendendo à caprichos políticos.

Já na Secretaria de Transporte quem estava à frente era Nildo, e hoje quem "cuida" é Neto Belo, que já soube estar prestes à perder o cargo.

Clodenis Araújo, conhecido como Denis, recebeu a função de Chefe de Gabinete, sendo depois destituído. Segundo fontes, ele teria entregado o cargo por não suportar algumas lambanças no governo de Carlinhos e Léo, já que recebia ordens do Prefeito e o Vice-Prefeito tirava a ordem deste. Com a saída dele dessa pasta quem estava de frente era o tio paterno de Carlinhos e Léo, João (que a população apelidou de João Veneno pela forma desumana que o mesmo tratava aqueles que precisavam falar com o prefeito) este passou alguns meses à frente desta pasta, sem sequer ter sido nomeado oficialmente. Hoje a mesma pasta já se encontra em mãos de outro agente. Misteriosamente o tio dos Prefeitos sumiu da cidade. Algo anormal teria acontecido para que o mesmo abandonasse uma pasta que era de inteira confiança de seus sobrinhos?

Para quem certamente se lembra, o Hospital Regional de Barreiros, recebeu como seu Diretor o senhor Flavio Brito, e hoje quem está à frente desta pasta "gerenciando" é Tiago Belo, pessoa de confiança de Léo e Milena.

Na Secretaria de Saúde, Léo da Pedreira coloca sua esposa Milena Avellar e depois, sob riscos, muda de planos, alguns meses depois, e coloca Marlene Couto, que é gerenciada, de qualquer forma, pela cunhada do Prefeito.

Quem sempre esteve com o cargo à sob risco é Roberto Marinho da Secretaria de Ação Social. A cada dois ou três meses, durante este período de dois anos e nove meses, por diversas vezes o nome dele aparece em reuniões, tentando encontrar um motivo para o demitir. Por ele ser profissional em sua pasta, segundo informes, os prefeitos e seu grupo não tem achado motivos para o demitir, ainda. No entanto, o mesmo tem seu cargo cotado, e esperam qualquer falha, por menor que seja para ter o ensejo de lhe entregarem a carta de saída.

Na Secretaria de Obras quem estava à frente desta pasta era o tio materno do Prefeito, Amilton Valença, que depois, foi substituído por Leonardo Torres. Este, por sinal, à partir de hoje, não será mais secretário, estando a vaga disponível para um outro nome, que dependerá agora, de mais arrumadinhos políticos, por estarmos em final de 2015, ano que antecede a corrida para os cargos de Vereadores e Prefeito.

"As coisas, infelizmente, nunca são como queremos e pensamos.
Estou saindo de cabeça erguida
" disse Leonardo Torres.
E assim, com exatos dois anos e menos de nove meses estamos vendo uma administração municipal que sequer administra suas pastas e seus secretariados, tendo que trocar constantemente, alguns casos por caprichos, outros sem motivos aparentes, sob os cuidados do Prefeito Carlinhos da Pedreira e seu irmão e vice, Leonardo Avellar, conhecido como Léo da Pedreira.

Estes dois estão fazendo às avessas um novo tempo e uma nova história que sinceramente, nenhuma administração, até o momento, conseguiu fazer em Barreiros.

Perguntado sobre sua exoneração, Leonardo Torres diz que "As coisas, infelizmente, nunca são como queremos e pensamos. Estou saindo de cabeça erguida"