13 agosto 2014

Vamos avançar na segurança pública, garante Armando

Durante debate na Faculdade de Direito do Recife com o candidato José Gomes (PSOL), nesta terça-feira (12) à noite, o senador licenciado Armando Monteiro (PTB) garantiu que fará mais investimentos para fortalecer as polícias Militar e Civil. Essa será uma das medidas importantes que adotará na segurança pública, no governo de Pernambuco.

Armando reafirmou que vai institucionalizar o programa Pacto pela Vida, tornando-o uma política de Estado e não apenas de governo. Sob essa ótica, o petebista vai concentrar esforços na qualificação de recursos tecnológicos e na formação dos agentes públicos. Outra frente de trabalho será aumentar o efetivo policial, promover uma melhor distribuição dos servidores em várias regiões e abrir as delegacias nos fins de semana para atender os casos de plantão, fato que não ocorre em diversas unidades no interior.

O candidato a governador também defendeu que o governo federal possa assumir um papel mais efetivo na segurança do País, na medida em que crie um fundo nacional para auxiliar os Estados e municípios com políticas públicas voltadas para o combate à violência.

“O Pacto pela Vida representa um avanço, mas a experiência não pode nem de longe deixar de buscar enfrentar uma série de problemas para essa agenda. Hoje, temos uma insuficiência de quadros policiais em Pernambuco e uma má distribuição dos efetivos. E é impressionante verificar que muitas delegacias no interior não funcionam nos fins de semana”, argumentou Armando.

MAIS POR PERNAMBUCO – Em sua explanação, Armando Monteiro afirmou que os desafios de seu governo serão consolidar as conquistas que o Estado alcançou nos últimos anos. Para deslanchar o desenvolvimento equilibrado de Pernambuco, o petebista enumerou uma série de ações. Entre elas estão a construção do Arco Metropolitano, a recuperação da malha viária, a construção de soluções hídricas para os municípios castigados pela seca, entre outras pontos na infraestrutura.

Já na educação, que será “a prioridade das prioridades” em seu governo, Armando afirmou ser necessário promover uma mudança da política pedagógica da rede estadual, integrando a grade curricular e oferecendo incentivos aos municípios para melhorar a qualidade do ensino fundamental.