07 agosto 2014

Depois do insucesso com a START CONSTRUTORA prefeitura trás outra empresa para coleta de lixo em Barreiros

A coleta de lixo em nossa cidade, ao que parece está longe de ter pelos próximos dias um final feliz.
Até poucos meses atrás, mesmo com todos os percalços a empresa contratada para a coleta de lixo em Barreiros e implantada desde muito tempo no período da gestão de Toinho da Coca, LOCAR, funcionava com seus recolhimentos. Pouco, ou quase nada tinha do que se reclamar. E as poucas reclamações que por ventura começaram à aparecer, coincidentemente, deram-se à partir da nova gestão do atual prefeito, conhecido como Carlinhos da Pedreira. A coleta acontecia regularmente, com equipe na maior parte das ruas, com ferramentas e maquinários próprios por se tratar de uma empresa terceirizada e legalmente constituída.

Com a mudança de administrador bem como boa parte da bancada de vereadores em Barreiros, a tendencia era mudar tudo, inclusive empresas que funcionassem. Tudo para agradar a nova equipe e familiares do prefeito, com a nova administração que passou à usar a insignia de um novo tempo, uma nova história, como marca registrada, tendente ou à grandes acertos, ou à estupendos vexames na cidade.

Nos primeiros meses de nova gestão chegamos à observar vereadores como Henrique, João Neves, Careca, Lula da Abes entre outros clamarem pela saída da empresa LOCAR. Falava-se em "contrato vencido" e que era preciso que alguém fizesse alguma coisa. Ou seja, tinha que "mudar".

Os funcionários da empresa terceirizada que prestava serviço à prefeitura não reclamavam de atrasos nos salários e tinham bônus, segundo eles, por desempenho nas suas funções e por horas extras.

Depois de muita reclamação o atual prefeito e sua equipe trazem para a cidade, como substituição a START CONSTRUTORA, que logo pelo nome da mesma, passa-nos uma estranha ideia. Rapidamente os populares perguntam: tá, mais é empresa de construção ou de coleta de lixo?

Os vereadores por sua vez, calam-se perante a nova realidade.

Nos primeiros meses de funcionamento da START CONSTRUTORA, diversos erros são vistos e apontados mas não fiscalizados pelos atuais vereadores.

Notam-se claramente que os carros agregados à nova empresa são alguns da empresa particular do prefeito, outros de alguns vereadores (que não precisamos citar seus nomes), e algumas ferramentas da antiga empresa que funcionava até 2014 em nossa cidade, como forma de empréstimo. Ou seja, como uma empresa contratada para determinada função não tem sequer equipamentos apropriados para sua atividade? 

"Algo de errado não tava certo!!!"

Se levar em consideração, NADA NOVO SOB O SOLO BARREIRENSE.

No primeiro e segundo mês de atividade a START CONSTRUTORA coleciona reclamações em Barreiros, seja no que diz respeito à limpeza das principais ruas, seja pela falta de material adequado para os funcionários da mesma, ou seja ainda pelo não pagamento dos salários correspondentes à sua equipe de trabalho.

Atualmente, segundo informações, a empresa já recebeu mais de 50 ações trabalhistas, de diversos ex-funcionários revoltados em busca de seus pagamentos não realizados.

Á pouco mais de dois meses com a chegada em Barreiros duma fiscalização por parte do Ministério do Trabalho, o prefeito se reúne com a equipe que faz o grupo representante da START CONSTRUTORA, dentro da prefeitura, à portas fechadas, não recebendo por sua vez a fiscalização do MT. No dia seguinte, o prefeito anuncia que aqueles que foram demitidos serão os novos contratados pela prefeitura. Todos eles deveriam estar no dia imediato aquele na secretaria de obras, e vendo com Leonardo Torres, o novo secretário, suas novas colocações e funções.

Algo que não passa despercebido aqui é que Leonardo Torres tanto aparece nas possíveis negociações com o pessoal da START, quanto na mesma secretaria que ele atualmente responde. Algo estranho?

Poucos dias antes deste evento é bom frisar que um tal gerente da empresa de coleta de lixo teria dito para um dos funcionários demitidos, que eles tinha sido usados quando deles precisavam para dar cabo na maior quantidade de lixo acumulada. Depois disto estariam descartados.

Semelhantemente, o prefeito anuncia que os ex-funcionários trabalhariam para uma nova equipe formada dentro da secretaria de obras da cidade.

Aqueles que aceitaram, por volta de 30, viram-se depois atuando na reforma do Estadio Municipal por um período de 60 dias. Pouco mais de 45 dias o que estava acontecendo, em se falando de atraso com os pagamentos com a START CONSTRUTORA, volta à acontecer, desta vez, diretamente com a prefeitura. Os funcionários demoraram à receber, e quando receberam seus pagamentos, em cheque, tiveram a não grata surpresa de receber a quantia de pouco mais de 600 reais, menos que um salário mínimo, com a suposta promessa de receberem o restante, por volta de 200 nos dias seguintes, que até agora, nem sinal.

Após o término da reforma do estadio municipal, dos 30 funcionários, recambiados para a secretaria de obras, apenas 12 ficaram, o restante foram demitidos. Estes, por sua vez, escutam mais uma promessa por parte do prefeito, de que à partir deste mês de agosto uma nova empresa, que deverá substituir a START CONSTRUTORA, estará contratando por volta de 100 pessoas (algo que se deu quando na mudança da LOCAR para a START no inicio deste ano).

Neste momento, estão reunidos, os atuais funcionários da START CONSTRUTORA, os ex-funcionários que foram recambiados para a Secretaria de Obras, e alguns que deverão se alistar para a nova empreitada.

Em tudo isso, de um novo tempo, uma nova história, podemos ver claramente que o povo, infelizmente, é jogado de um lado para outro como se fossem brinquedos nas mãos dos administradores sem compromisso com a população barreirense, tendo apenas interesse único no lucro advindos de mão de obra barata.

É lamentável, 
mas este é o preço daqueles que apostaram nos que diziam que "Barreiros Quer Carinho".